quarta-feira, 30 de abril de 2014

Miguel Mossoró e Revil Alves serão candidatos.

Revil vai trazer Cicarele para sua campanha no RN


 

Foto: Marco Polo/arquivo
O advogado, jornalista e político Revil Alves deverá trazer para a sua campanha no Rio Grande do Norte Daniella Cicarelli, já que é muito amigo da renomada modelo. Os “folclóricos” Revil e Miguel Mossoró são pré-candidatos pelo PTC, um para o governo e o outro para o Senado, na disputa do pleito de outubro próximo. [por Robson Pires em sua página]

 

- Entre tantos outros títulos, o caicoense Revil Alves também tem formação em marketing e publicidade, que ele sabe bem empreender sua marca pessoal.


--
Postado por AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo no AssessoRN.com em 4/30/2014 03:15:00 PM

Empresária atingida por bala perdida em Cidade Satélite.

Polícia Civil vai investigar caso de empresária atingida por bala perdida

Publicação: 30 de Abril de 2014 às 12:51 | Comentários: 0
Fonte: Tribuna do Norte
A Polícia Civil do Rio Grande do Norte vai investigar o caso de empresária potiguar que foi atingida por bala perdida ontem (29), em Cidade Satélite, zona Sul de Natal. Poliana Lima, de 24 anos, foi ferida enquanto dirigia pelas ruas do bairro com a filha de um ano dentro do veículo.

Segundo a empresária, que possui um salão de beleza em Natal, o incidente ocorreu quando policiais civis perseguiam uma pessoa que seria suspeita de assalto. Na ação, os policiais atiraram e um dos projéteis atingiu o queixo de Poliana Lima e quebrou o vidro próximo ao local onde estava a cadeirinha da filha. O tiro rasgou parte da pele abaixo do queixo e fez com que a vítima precisasse de atendimento médico, onde foram necessários 21 pontos para fechar os ferimentos.

Ao saber do caso, o delegado Adson Képler determinou que o diretor de Polícia Civil de Natal e Grande Natal, delegado Matias Laurentino, designasse o delegado Sílvio Fernando para fazer uma investigação preliminar do caso em questão e a nomeação de um delegado especial para condução do inquérito, assim como a corregedoria será informada sobre o caso para apurar as responsabilidades dos policiais envolvidos.

"A polícia que é pra nos dar segurança contra os bandidos. Estão matando e ferindo cidadãos de bem. Falta de treinamento, de competência e de preparação desses profissionais que por pouco não matou mãe e filha. Fui atingida com uma bala perdida que, ao invés de ser para os bandidos, foi diretamente no meu carro contra mim. Hoje estou contando a história, mas se a bala tivesse se aprofundado 2cm eu estaria morta e não tinha nada que pudesse fazer. Seria só mais uma vítima em milhões", postou Poliana Lima em sua página do Facebook.

Em nota, a Polícia Civil lamentou o episódio e se colocou à disposição da vítima para o esclarecimento dos fatos.

Pesquisa aponta 2° turno com Dilma e Eduardo Campos.

http://tribunadonorte.com.br/noticia/mda-aponta-chance-de-2o-turno-na-eleicao-presidencial/280546


MDA aponta chance de 2º turno na eleição presidencial

Pesquisa do instituto MDA divulgada ontem mostra crescimento dos candidatos da oposição e queda da presidenta Dilma Rousseff entre fevereiro e abril. O levantamento indica que aumentou a possibilidade de haver um segundo turno, já que Dilma está em situação de empate técnico com a soma dos adversários.

No cenário que inclui apenas os três principais candidatos, Dilma caiu de 44% para 37%, enquanto Aécio Neves (PSDB) subiu de 17% para 22% e Eduardo Campos (PSB) oscilou de 10% para 12%. A pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), cujo presidente, Clésio Andrade, foi vice-governador de Minas na gestão de Aécio entre 2003 e 2006.

No cenário que inclui mais candidatos nanicos, Dilma aparece com 36% das preferências, enquanto seus adversários somam 34%. A vantagem da petista está dentro da margem de erro do levantamento, que é de 2,2 pontos porcentuais. Em um eventual segundo turno, Dilma Rousseff derrotaria tanto Aécio Neves (39% a 29%) quanto Eduardo Campos (41% a 24%). Mas sua vantagem diminuiu em relação à pesquisa feita pelo mesmo instituto no mês de fevereiro.

Nanicos
O levantamento CNT/MDA também testou cenários com os chamados candidatos nanicos. Quando entram na disputa José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL), Dilma soma 36,5% das intenções de voto, frente a 21,5% do senador Aécio Neves e 11,2% de Campos.

Num outro cenário testado, em que figuram como candidatos Magno Malta (PR) e Pastor Everaldo (PSC), Dilma aparece com 36,4% das intenções de voto, seguida por Aécio (21,2%) e Campos (11,1%). Malta soma 0,6% das intenções de voto e Everaldo, 0,4%.

Segundo a CNT, os resultados mostram uma “arrancada” de Aécio e de Campos, que passam a “capitalizar votos que a presidenta Dilma vem perdendo”. Para a Confederação, isso aumenta a possibilidade de um segundo turno nas eleições presidenciais deste ano.

Dilma teve uma pequena queda nas intenções espontâneas de voto para a eleição presidencial deste ano. Ela oscilou de 21,3% em fevereiro para 20,5% em abril, segundo pesquisa da CNT/MDA.

Rejeição
O levantamento também detectou aumento da rejeição à candidata da situação: 43% dizem que não votariam em Dilma de jeito nenhum. Há dois meses, eram 37%. Aécio e Campos têm índices de rejeição menores (32% e 30%, respectivamente). A pesquisa CNT/MDA mediu ainda a aprovação e a rejeição ao governo de Dilma Rousseff. Em dois meses, as taxas de ótimo e bom caíram de 36% para 33%. O desempenho pessoal da presidenta no cargo é agora aprovado por 48%, sete pontos porcentuais a menos do que no levantamento anterior.

Os números da pesquisa foram divulgados com um algarismo após a vírgula, mas o Estado arredondou os resultados - o uso de decimais sugere uma precisão que o levantamento jamais alcançará, dadas as margens de erro. O instituto MDA entrevistou 2.002 pessoas em 24 unidades da Federação, entre os dias 20 e 25 de abril. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00086-2014.

terça-feira, 29 de abril de 2014

Igreja na campanha contra o tráfico de humanos.

A Rede ‘Um grito pela vida’, formada por religiosos,  promove a campanha ‘ Jogue a favor da vida’. O objetivo é trabalhar, junto à população, o combate ao tráfico de pessoas humanas. Em Natal, a campanha será lançada para a imprensa, na próxima quarta-feira, dia 30, às 9 horas, no Centro Pastoral Pio X (subsolo da Catedral Metropolitana).
Depois da apresentação à imprensa natalense, serão realizadas outras atividades. Nos dias 7 e 8 de maio, os objetivos da campanha serão trabalhados por ocasião da Jornada de Estudos da Faculdade de Filosofia e Teologia Dom Heitor Sales, no auditório do SESC, no centro da capital. Nos dias, 13, 14, 15, 16 e 19, haverá panfletagem nas principais avenidas, rodoviária e aeroporto de Natal.
A Campanha acontece em consonância com a Campanha da Fraternidade 2014, cuja temática é tráfico humano, e recebe o nome ‘Jogue a favor da vida’, tendo em vista a proximidade da Copa do Mundo, no Brasil.
A Rede ‘Um grito pela vida’ é uma iniciativa da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB),  está presente em 22 estados do Brasil e atua na prevenção ao tráfico de pessoas, principalmente para fins de exploração sexual.
Mais informações: Irmão Tálisson Ferreira – coordenador da Rede, em Natal – (84) 9695-4876
Fonte: Assessorn.com
Pascom

sábado, 26 de abril de 2014

Professor registra aparições de discos voadores nos céus na Grande Natal.

Vale do Sol é testemunha de OVNI nos céus do RN

  Eles estão voltando?




Morador da região, o professor Edivaldo Edvaldo Correia Honorato Gomes dispõe no Youtube de imagens de sua autoria e reportagens sobre suas gravações
 
Ver objetos estranhos nos céus da capital do RN à noite não é novidade. Moradores da cidade, nas redondezas da Base Aérea, eventualmente, têm uma versão para contar sobre luzes que aparecem, cortando o céu, que piscam e brilham. Além da base militar da Aeronáutica, Natal sedia o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) que fica na praia, ao sul do litoral da capital potiguar.
 
Obviamente que as autoridades aeronáuticas em todo o planeta “ainda” não dispõem de provas para a existência de extras terrestres em nosso mundo, porém admitem a presença de OVNI, os chamados objetos voadores não identificados.
 
E com o advento e acesso às novas tecnologias, ficou mais fácil moradores dos quatro cantos da terra gravarem esses objetos estranhos a nos visitar. É o caso do morador de Parnamirim, na Grande Natal,  o professor e Bacharel em Matemática Edvaldo Correia Honorato Gomes que dispõe de vídeos com imagens gravadas desde dezembro de 2012. Desde então, a qualquer avistamento diferente, ele começar a gravar e já tem um canal no Youtube.
 
“Avistamos esse OVNI próximo a minha moradia na terça-feira, 18/12/2012, por volta das 20:00h. Ele tinha uma cor azul-roxo que piscava. Pelo seu silêncio e sua trajetória, não era avião ou helicóptero. A TV Ponta Negra (SBT local) veio aqui em casa, levou a cópia da gravação do vídeo, ouviu várias testemunhas e fez a reportagem. Também entrei em contato com o CUB (Centro de Ufologia Brasileiro) por e-mails relatando tudo. Depois disso joguei no youtube esse vídeo para que todos tenham acesso”, comentou no youtube o professor Edvaldo que mora no bairro Vale do Sol, em Parnamirim.
 
- Confira aqui o canal do Youtube do professor Edvaldo com vídeos das imagens e reportagens sobre os OVNIs.
    
©2014 www.AssessoRN.com | Jornalista Bosco Araújo
 

Aqui um dos vídeos:


--
Postado por AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo no AssessoRN.com em 4/26/2014 02:14:00 PM

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Natalense acompanhou médico americano na visita ao Hospital Walfredo Gurgel.

Médico da presidência dos Estados Unidos visita hospital público em Natal

Médico da Casa Branca visita Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel
Foto: Imprensa CBMRN
Um visitante um tanto inesperado conheceu de perto, na tarde dessa última quarta-feira (23), as instalações físicas do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG). O médico da Casa Branca, em Washington D.C, James Jones, chegou acompanhando do representante da embaixada americana, Philip Nelson, e do assistente de coordenador médico da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Ewerton Dantas Cortês Neto. Acompanhado pela diretora geral, Maria de Fátima Pereira Pinheiro, o médico percorreu setores como o politrauma, atendimento clínico, classificação de risco, Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e heliponto.
Impressionado com a dimensão do hospital, Jones chegou a comentar “já estive em diversos serviços públicos ao redor do mundo e aqui, no Walfredo Gurgel, existe uma das melhores estruturas que já vi. Vocês têm muita sorte de ter tudo isso”, afirmou.
Vice-presidente Joe Biden
O médico adiantou que durante a provável estadia do vice-presidente norte americano, Joe Biden, em Natal (durante o período dos jogos da Copa), será feita uma segunda visita ao Walfredo Gurgel. Desta vez, porém, com a presença do braço direito de Obama.
Esta não foi a primeira vez que o Walfredo Gurgel recebeu a visita de comitivas estrangeiras. Em agosto de 2013, representantes da embaixada americana estiveram no hospital. Em fevereiro deste ano, técnicos do consulado canadense visitaram as áreas de atendimento de emergência. Já em março último, foi a vez de três especialistas alemães do Host City Program também percorrerem as áreas assistenciais do HMWG. 
Imprensa CBMRN
[imprensacbmrn@gmail.com]
Nenhum comentário:
Comentário: Ewerton Dantas Cortês Neto reside em Natal e é desportista. Filho de Isis Ramalho Cortês. Na foto, está de paletó preto, o 2° da esquerda para a direita.

Vice-presidente americano vem assistir jogo da COPA.

O vice-presidente norteamericano, Joe Biden, será um dos torcedores da seleção de seu país no jogo Gana e EUA, marcado para o dia 16 de junho, no estádio Arena das Dunas em Natal, durante a Copa da Fifa 2014 no Brasil. Mas essa informação é extra-oficial, revelada esta semana, em Natal, pelo médico da Casa Branca, James Jones, em visita ao Hospital Walfredo Gurgel.
 
O médico norteamericano visitou a unidade hospitalar acompanhado do assistente de coordenador médico da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Ewerton Dantas Cortês Neto, e do representante da embaixada americana, Philip Nelson.


--
Postado por AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo no AssessoRN.com em 4/24/2014 05:23:00 PM

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Educação faliu no Brasil?

"O sistema educacional não funciona mais", diz Michel Maffesoli

Fonte: zerohora.com.br

Pesquisador titular da Sorbonne, na França, Michel Maffesoli se debruça sobre as controversas questões da pós-modernidade com visível apaixonamento. Seus estudos e livros sobre tribalização, sociedade e educação fazem dele uma referência nos temas que circundam os novos tempos – com especial olhar para a juventude. Mas não se engane: ainda que a gravata borboleta e as meias coloridas  deem ao sociólogo uma aparência amistosa, há muito de provocador e polêmico no que diz. Ele também é encantado com o Brasil, que diz ser o laboratório da pós-modernidade, onde se pode observar as nuanças de um mundo em transformação. Maffesoli recebeu ZH no café da biblioteca da Unisinos, em São Leopoldo, onde falou, na última terça-feira.

Zero Hora – Um ano depois da eclosão das manifestações no Brasil, assistimos a um esfriamento dos protestos nas ruas. Como o senhor analisa o fenômeno da participação popular nesses eventos?

Michel Maffesoli – Não acho que as pessoas participam para mudar o mundo. Me parece que elas estão juntas para estarem juntas. Eu falo especificamente das manifestações. Não são mais preocupações políticas, uma busca de uma sociedade perfeita, mas essa ideia de tribo, de estar junto em busca de algo. Na ação política, há uma motivação racional, mas o estar junto tem uma motivação emocional. É uma dicotomia entre racional e emocional.

ZH – O senhor acredita que essas ações perderam a força política?

MM – Há uma diferença fundamental entre a ação política, com uma finalidade, e a explosão, como vimos, que é momentânea. Por um momento, há a marcha e seus efeitos. Isso tem uma finalidade, é pontual e tem consequências. Mas há uma diferença entre as mobilizações que tínhamos antes e as de hoje. Na pós-modernidade, elas são muito intensas e diferentes entre si, mas, ao mesmo tempo, são muito efêmeras.

ZH – Aqui no Brasil se comentou muito a questão do vandalismo nas manifestações. Na sua opinião, qual é o sentido dessas ações violentas?

MM – Chamar essas ações de vandalismo é uma estigmatização. Toda manifestação tem essa característica de quebrar, romper algo. Romper as vitrines, quebrar coisas. Na França também é assim, como no Brasil, na Espanha também é. Na Europa, as manifestações também têm esse caráter de violência e há uma ligação entre esses eventos, que é justamente esse caráter emocional. Há uma grande importância nesse ato que rompe a sociedade de consumo, porque você quebra os objetos que representam essa sociedade de consumo. Há uma diferença entre destruir as coisas e quebrar as coisas. Não enxergamos a vontade de fazer com que essa sociedade não exista mais. Quando você quebra algo, a coisa ainda está lá, é uma ruptura, um demantelamento. Em particular, isso é representativo para as gerações mais jovens, que não se enxergam mais representadas e têm um sentimento forte de não-pertencimento a essa sociedade de consumo.


"Chamar essas ações de vandalismo é estigmatização"
Foto: Carlos Macedo/Agência RBS


ZH – Nas ruas, há grupos com visões de mundo muito diferentes. Ainda assim, a agenda é comum. Por quê?

MM – Essa é a diferença essencial entre a modernidade e a pós-modernidade. Na modernidade, as organizações políticas eram mais cartesianas, em torno de programas. Hoje, nessas manifestações, não é importante um programa, mas uma questão de sentimento. O estar junto. Não é mais a razão, é o sentimento.

ZH – Então a pessoa que está ao lado, defendendo a mesma bandeira, pode pensar completamente diferente?

MM – Sim. Porque não é o que você racionaliza que é importante, mas o que você sente.

ZH – E é por isso que é tão difícil entender esses eventos?

MM – Sim. Esse é o problema da desconexão, da defasagem, entre as elites e as gerações jovens. Não posso falar pelo Brasil, mas na França, onde publiquei recentemente um livro que se chama Les Nouveaux Bien-pensants, em que converso com jornalistas, universitários e políticos, mostro que as elites não compreendem as gerações mais jovens. Elas, as elites, têm um pensamento muito programático.

ZH – O que mudou no conceito de opinião pública com o aumento de relevância de fóruns e das redes sociais na internet?

MM – Eu penso que não há mais uma única opinião pública, mas um mosaico de opiniões públicas. E isso pode ser visto por toda a internet, em blogs, em fóruns, nas redes, é um mosaico, uma variedade de opiniões públicas. Então, há uma diferença entre a opinião publicada e a opinião pública. Antes, as opiniões publicadas eram apenas as opiniões das elites, e isso fazia delas “a opinião pública”. Hoje, há uma fragmentação que é contemplada pela internet. Esse mosaico permite que essas opiniões sejam publicadas, ainda que não sejam vistas pela sociedade como a opinião pública.


"Não se quer mais perder a vida para ganhar a vida"
Foto: Carlos Macedo/Agência RBS


ZH – No Brasil, temos uma discrepância entre o modo de agir e pensar desses jovens e o sistema educacional. Na sua visão, é preciso fazer uma grande ruptura nesse sistema?

MM – Eu hesito em responder, prefiro responder de uma maneira provocadora. Eu penso que o sistema educacional é um sistema totalmente apodrecido, que não funciona mais. Acontece que a educação está baseada na pedagogia, e eu entendo que a pedagogia, e por isso eu disse que responderia de uma maneira provocadora, quando ela não é mais pertinente, ela se transforma em pedofilia. Por isso é um sistema apodrecido. Eu não acho que haja uma reforma possível para a educação, mesmo as progressivas. Eu diria que a educação moderna, que havia antes, não é baseada em iniciação, e há uma diferença entre educação e iniciação. A educação, que vemos em universidades e instituições e funcionou bem durante a modernidade, é verticalizada. Enquanto que a iniciação é horizontalizada. A iniciação tem uma ideia de acompanhamento e encontra um ponto de ajuda justamente na internet. É um paradoxo pós-moderno. A iniciação encontra paralelo antropológico na ideia das tribos antigas, quando as pessoas eram iniciadas. Na pós-modernidade se volta para a iniciação, mas com a utilização da internet. As instituições educacionais estão coladas a uma ideia de verticalização: eu sei algo que você não sabe e eu estou passando conhecimento para você. Na iniciação, há uma horizontalização, como na wikipédia. A internet mostra que é assim que as coisas vão funcionar na pós-modernidade, com a ideia de compartilhamento.

ZH – No mundo do trabalho há também essa dificuldade de adequar jovens aos sistemas verticais?

MM – A hora-trabalho é uma ideia vertical e moderna, ao passo que hoje os jovens têm mais apego a questões ligadas à criatividade. É uma mudança de valores, uma questão da qualidade de existência. Não se quer mais perder a vida para ganhar a vida. Há uma dicotomia. Não querem mais perder a vida para ganhar a vida, não querem mais desperdiçar a vida para ganhar algo. Os jovens têm a ideia de transformar a sua vida em uma obra de arte. Esse é um dos cernes da diferença entre a modernidade e a pós-modernidade.

ZH – E como ficam as profissões mais tradicionais, em campos como Medicina, Direito e Engenharia? Há um risco de os jovens perderem o interesse nesse tipo de profissão?

MM – Numa perspectiva a longo prazo, passaremos a ver as pessoas tendo mais vidas dentro de uma mesma vida. A pessoa não terá mais uma profissão fechada. Dentro dessa ideia, existirá um alongamento da vida e, por isso, as pessoas poderão ter não só uma profissão, como advogado ou professor, mas transitarão mais. As pessoas não terão uma função, mas sim um papel. São questões pré-modernas que eu acredito que vão voltar. O sujeito não tinha uma função, mas um papel dentro do grupo.

ZH – Isso também pode se refletir na família?

MM – Sim, passa pela família. Não teremos mais famílias mononucleares, com um pai, uma mãe e as crianças. Isso se espalha também pela formação da família, pelas possibilidades de sexualidade. Serão novos modelos de família e, ainda dentro dessas famílias, novas maneiras de exercitar esses núcleos.

ZH – Como se preparar para lidar com duas visões tão diferentes de mundo, entre os jovens e os mais velhos? Não são visões de mundo conflitantes?

MM – Não acredito que vá haver um conflito tão intenso. Eu não penso que há um choque. Simplesmente, os mais velhos irão desaparecer progressivamente (risos). Eles vão morrer, e os jovens vão dominar a sociedade e carregarão esses novos valores. As próximas gerações serão as constituintes e as mais velhas irão caducar e desaparecer.

ZH – Então, não há caminho de volta?

(risos) Não, não há. Assim é a vida.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Missa do lava-pés, em Candelária, logo mais às 19h30m.


Semana Santa

Programação da Semana Santa, na Paróquia de Candelária.
Os horários das Celebrações da Semana Santa que vão acontecer na Igreja Matriz de Candelária são os seguintes: próxima quinta, quinta-feira Santa: a Missa do lava-pés e Ceia do Senhor acontece às 19:30. Na Capela Mãe Peregrina, no Bairro Latino, a Celebração acontece às 16:00. Para esta Celebração os fiéis são convidados a levar alimentos, para serem partilhados com os mais pobres. Logo após, vai haver vigília com Adoração ao Santíssimo Sacramento, no Salão Paroquial, até a meia-noite.
Sexta-feira Santa, dia 18: a vigília com adoração ao Santíssimo Sacramento continua a partir das 08:00 até o meio-dia. Às 15:00, terá início a Via Sacra, saindo da Residência do casal Ivson e Luciana, na Rua Raposo Câmara, n° 3385, em direção a Igreja Matriz. Chegando na Igreja Matriz, terá início a Celebração da Paixão do Senhor. Na Capela Mãe Peregrina, no Bairro Latino, a Celebração da Paixão do Senhor, acontece às 16:00.
Sábado Santo, dia 19: às 08:00 vai haver a limpeza e arrumação da Igreja Matriz. A Missa da Vigília Pascal vai acontecer às 19:30. Para esta Celebração os fiéis são convidados a levar vela e vasilha, para levar água benta. Na Capela Mãe Peregrina, no Bairro Latino, a Vigília Pascal vai acontecer às 19:00.
Domingo de Páscoa, dia 20: a Missa da Ressurreição do Senhor vai acontecer apenas às 17:00. Não vai haver Missa na Igreja Matriz, às 07:00 e às 19:30. Na Capela Mãe Peregrina, no Bairro Latino, esta Celebração acontece às 16:00.
Veja quadro abaixo:

Fonte: Paróquia de Nossa Senhora de Candelária.
DA GALILÉIA A JERUSALÉM

Públio José – jornalista

                                     
                   Por menor que seja o conhecimento bíblico das pessoas, muitas sabem que Jesus nasceu em Belém, na Judéia, e que depois se transferiu para a Galiléia. Por qual motivo? Qual a explicação para a mudança? Mistério... O termo galiléia vem do hebraico, galil, que significa círculo, anel. Assim, trazendo o termo para o sentido geográfico, galil envolve uma circunscrição, uma região, um distrito. De origem antiqüíssima, o termo sofreu transformações através dos tempos, até se fixar como designativo do nativo daquele espaço geográfico. Desde longo tempo, a Galiléia, juntamente com a Judéia e Samaria, passou a integrar o território da Palestina. Das três, a Galiléia era a mais pobre, a mais atrasada e a que mais se distanciou, ao longo da história, dos preceitos religiosos que caracterizaram mais fortemente as outras duas províncias, e que redundaram no surgimento do judaísmo – a fé no Deus único.      
                        Desde suas origens, por um capricho geográfico, a Galiléia se viu espremida entre as maiores potências da região, fazendo fronteira com a Assíria e a Babilônia. Por conta de tal vizinhança, foi invadida, dominada e explorada inúmeras vezes, com seu povo sendo escravizado por longos períodos. Daí o seu atraso intelectual, material e religioso em relação à Judéia e Samaria, motivo de preconceito, afastamento e desprezo dos outros dois povos em relação aos galileus, apesar das origens comuns. Aliás, o preconceito da parte dos outros dois povos aos galileus era tão grande que eles não eram considerados do “tronco de Davi”, sendo-lhes negado também o cumprimento amistoso, o parentesco com o Messias (que ainda viria), casamentos e transações comerciais que os envolvessem. Dita com arrogância e soberba, a frase “pode sair algo de bom da Galiléia?” resumia todo o preconceito.
                        É aí que entra Jesus Cristo na história da Galiléia. Embora nascido em Belém, também conhecida por Belém de Judá, povoado situado a oito quilômetros de Jerusalém, Jesus estabeleceu-se logo cedo em solo galileu, fazendo, nos seus trinta e três anos de vida, um sintomático itinerário: nasceu em Belém (que significa “casa do pão”); foi criado em Nazaré (que significa “renovo”, “ramo novo”); fixou sua base de operações em Cafarnaum (que significa “compassivo”, “misericordioso”), e terminou seus dias em Jerusalém (que significa “lugar de paz”). É importante se ressaltar que o período mais importante e frutífero de sua obra, durante três breves anos, transcorreu quase sempre em terras da Galiléia. Como (em linguagem popular) para bom entendedor, meia palavra basta, no caso de Jesus, mesmo que não tivesse dito uma só palavra, só o percurso que percorreu já soaria como um recado claríssimo.
                        Senão, vejamos. Jesus nasceu em Belém, cujo significado expressa “casa do pão”; não foi à toa, então, que Ele disse “eu sou o pão da vida”. Jesus foi criado em Nazaré, cujo significado (“renovo”, “ramo novo”), retrata sua pessoa como a proposta renovada de Deus para a salvação dos homens; também não foi à toa que disse: “eu sou a videira verdadeira”. Jesus estabeleceu seu ministério em Cafarnaum, que significa “compassivo, misericordioso”, termos que marcaram fortemente a essência do seu ministério; igualmente, não foi à toa que disse “misericórdia quero e não sacrifício”. Jesus, crucificado, encerrou seus dias em Jerusalém (“lugar de paz”), gesto que traduz com fidelidade seu desejo para que a paz prevaleça entre os homens; por isso não foi à toa que falou “eu vos dou a minha paz”. Dádiva, aliás, de difícil aplicação em razão de exceder o entendimento humano. “Amai-vos uns aos outros...”

                  

domingo, 13 de abril de 2014

Motorista tomba ônibus com defeitos na roda e foge. Local: a famosa curva da Maniçoba, apelidada de curva da morte.





Um ônibus da Viação Jardinense tombou na curva da Maniçoba na BR-226, próximo a Currais Novos. O veículo fazia o percurso Natal-Caicó, na tarde deste sábado (12), e segundo relatos de passageiros um pneu estourou e o motorista perdeu o controle da direção. Ainda segundo os passageiros, a roda do ônibus estava em estado precário e o motorista dirigia em alta velocidade, fugindo após o acidente. Passageiros foram hospitalizados, mas não há informações de casos graves. [com informações e foto do Blog Seridó]


--
Postado por AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo no AssessoRN.com em 4/12/2014 08:08:00 PM

sábado, 12 de abril de 2014

Todo cuidado com a dengue e os marginais.

Todo cuidado é pouco para evitar casos de dengue em Candelária, onde casas fechadas e sem as prevenções necessárias. A época de chuvas fracas e os intervalos de dias sem precipitações são propícias para o surgimento dos "berçários" dos mosquitos causadores da dengue.È bom ficar atento às suas plantas e jarros e evitar acúmulos de líquidos em recipientes plásticos ou de vidros, copos descartáveis, etc.
Semana Santa se aproxima.
Os ladrões costumam aumentar as estatísticas de assaltos e homicídios nos dias que antecedem os feriados. Com ou sem feriadão, muitas ruas de Candelária estão desertas.
Mas não esqueça de tomar medidas de seguranças para não ser vítimas dos ladrões que trafegam em Candelária em motocicletas e carros. Se precisar da polícia, ligue para 3232.7116 - Base da Polícia Militar em Candelária. Cartões com o telefone da BASE foram distribuídos ontem, 10, com apoio da Digigráfica e Litoral Lanches (3217.3475, 3231.3163 e 3206.3186) e de uma moradora.
Até o momento, não se sabe o resultado de uma reunião convocada pelo CONACAN na última 5ª feira, para às 20 horas. Convocação feita por um carro de som 02 horas antes do inicio da reunião prejudicou a presença maciça dos moradores do conjunto residencial Candelária.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Colisão de veículos provoca tombamento.

Uma colisão no cruzamento da rua Raposo Câmara com a Pe. Diogo Feijó, às 7 horas de hoje, provocou o tombamento de um carro de marca Chevrolet, de placa OVZ.4199/ Natal/RN, que era dirigido pela jovem Heloisa Helena. O causador teria sido o sr. José Jerônimo, que dirigia o Renault de placa KIW.9250/RN, que não respeitou a placa de PARE na rua Raposo Câmara. "Quando vi, já tinha avançado e não deu tempo frear", disse José Jerônimo. O veículo colidido tombou para a direita após bater na "defensa" de ferro (trilho) da casa da esquina, do sr. Corsino. Resultado: susto nos passageiros do Chevrolet, cuja condutora e a sua mãe não quiseram fornecer o seu nome, mas um amigo delas disse que chamava-se Heloísa Helena.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Natal a Caicó, via aérea, em breve.


Empresa de táxi aéreo começa a operar em Caicó em 45 dias. Diretores e investidores espanhóis visitaram a cidade nesta terça, com pouso no Aeródromo Ruy Mariz

Foto: blog jornalista gláucia lima
A empresa BR Sol Táxi Aéreo vai começar a operar em Caicó no prazo de 45 dias fazendo linha de Natal, Currais Novos, Caicó, Assú e Mossoró, além de outra rota para o Ceará. A diretoria esteve em Caicó e fez um sobrevoo pela cidade na manhã dessa terça-feira (8). [Fonte: Blog Gláucia Lima]



- Na foto com os empresários, o caicoense Revil Alves ciceroneando os investidores espanhóis
 


--
Postado por AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo no AssessoRN.com em 4/09/2014 07:21:00 AM

terça-feira, 8 de abril de 2014

Aécio Neves, um entreguista.

Atenção brasileiros, patriotas:

     Abraspas :

Entre outros crimes cometidos contra o Brasil e contra Minas Gerais, Estado de que foi governador e que supostamente representa no Senado, Aécio Neves,  carioca do Leblon, avalizou o saqueio do nióbio de Araxá a preços vis, bem como a desmineralização das águas das estâncias hidrominerais pela Nestlé etc.

Para uma idéia preliminar do que representa o nióbio de Araxá, quatro herdeiros de Walter Moreira Sales – associado menor do grupo Rockefeller – detém fortunas, cada um deles, segundo a revista Forbes, de US$ 2,9 bilhões, ou seja, no agregado, US$ 11,6 bilhões.

Certamente, em matéria de política comercial, em lugar do MERCOSUL, o objetivo de Aécio, na qualidade de candidato a continuador do mega-entreguista FHC, é fazer o Brasil associar-se ao NAFTA ou fazer acordos bilaterais com os EUA e UE, dentro da meta maior de extinguir todo e qualquer resquício de autonomia e de poder nacional do País.

Saudações,

Adriano Benayon

      Fechaspas.

As posturas municipais.

1856, as posturas municipais



João Felipe da Trindade (jfhipotenusa@gmail.com)
Professor da UFRN e membro do IHGRN e do INRG
É muito triste andar pelas ruas da cidade e ver muitos terrenos (sem calçadas) e casas abandonadas, servindo como banheiro público, lixeira, depósito de entulhos, bordel e ponto de drogados. E você não precisa ir muito longe para encontrar essas anomalias para uma cidade que está no século XXI. Parece não haver nenhum código de postura em funcionamento, fiscalização e multas para os infratores.
Os nossos governantes e políticos, de um modo geral, só pensam em obras monumentais, onde o dinheiro se esvai com rapidez para os bolsos dos sabidos. Vários prédios da educação, da saúde e da segurança estão em petição de miséria.  No passado parecia haver maior preocupação com essas coisas, pois os códigos de postura eram cuidadosos. Mas, parece, também, que essa coisa se perdeu no tempo. Vivemos em um país enorme, aonde a concentração de recursos vai para os centros maiores. Não há descentralização governamental.
Hoje, transcrevo para cá uma Resolução provincial, datada de 20 de setembro de 1856, que aprovou onze artigos adicionais de posturas da Câmara Municipal da Vila de São Gonçalo, para dar uma ideia do que ocorria em 1856. O que disso tudo ainda persiste?
Antonio Bernardo de Passos, bacharel formado em Direito, oficial da ordem da Rosa, presidente da Província do Rio Grande do Norte, por S. M. o Imperador, a quem Deus Guarde etc.
Faço saber a todos os seus habitantes que a assembleia legislativa provincial, sobre proposta da câmara municipal da Vila de São Gonçalo, resolveu que se observem no respectivo município os seguintes artigos adicionais ao da mesma câmara.
Art.1. Ninguém poderá erigir casas ou outros quaisquer edifícios nas povoações de Utinga e Santo Antonio, ainda mesmo em terras próprias, sem se entender com o fiscal da respectiva câmara para dar o cordeamento da rua, em que se tem de fazer a edificação, sob pena de 6$000 réis de multa, e de ser demolida a obra à custa do dono, no caso de não estar no alinhamento.
Art.2. No mês de novembro de cada ano os proprietários das casas das povoações de Santo Antonio e Utinga serão obrigados a mandar caiar as frentes das mesmas casas com as cores, que julgarem convenientes. O contraventor deste artigo pagará 1$000 réis de multa, e o duplo nas reincidências.
Art.3. Todos os moradores das povoações de Santo Antonio e Utinga serão obrigados a conservar limpas as testadas de suas casas: pena aos contraventores 1$000 réis de multa, ou um dia de prisão.
Art.4. Ninguém poderá deitar animais mortos, ou qualquer outro objeto corrupto dento das mencionadas povoações: pena ao contraventor de 1$000 réis de multa, ou um dia de prisão, e de ser enterrado o animal a custa do dono. Na pena incorrem os que deitarem entulhos ou lixos nas ruas, e nos fundos de quintais.
Art.5. Fica proibido conservar cães soltos nas ruas das povoações deste município: pena ao contraventor de 2$000 réis de multa, ou dois dias de prisão, e de ser o cão morto.
Art.6. Ficam proibidos nas povoações deste município quaisquer vozerias, e funções que perturbem o sossego público: pena ao contraventor de 1$000 réis de multa, ou um dia de prisão a cada indivíduo que fizer, e o duplo na reincidência. O dono da casa onde se fizerem tais funções incorrerá na multa de 2$000 réis, e no duplo se reincidir.
Art.7. Fica proibido cavar barro nas ruas das povoações de Santo Antonio e Utinga, bem como nas estradas deste município: o infrator sofrerá a multa de 2$000 réis, ou dois dias de prisão, sendo o barreiro tapado à sua custa.
Art. 8. Ninguém poderá lavar roupa no rio da Prata, senão do caminho que passa junto à cerca de Lourenço José Correa até a passagem da estrada que vai para São Gonçalo. Aquele que infringir o disposto neste artigo pagará 2$000 réis pela primeira vez, e o duplo na reincidência, e sendo escravo será pago a multa pelo senhor.
Art.9. Ninguém poderá tapar no decurso do dia o rio da Prata da povoação de Utinga, nem cortar as árvores que existem do lado do seu curso: pena  de 1$000 reis ou dez dias de prisão, e o duplo na reincidência.
Art.10. O Rio Rego-Moleiro será desobstruído pelos proprietários e rendeiros dos terrenos adjacentes nos meses de fevereiro e agosto de cada ano. Aquele que o não fizer até os limites de sua propriedade, ou arrendamento, sofrerá a multa de 6$000 réis.
Art.11. Os proprietários foreiros, ou rendeiros das terras da Aldeia-Velha abrirão uma vala do rio de fora até à Soledade, a qual será limpa todos os anos nos meses de fevereiro e agosto: o infrator sofrerá a multa de 6$000 réis, e o duplo na reincidência.
Mando, portanto, a todas as autoridades, a quem o conhecimento e execução das referidos artigos de posturas pertencer, que os cumpram e façam cumprir tão inteiramente como nele se contém. O secretário da província as faça imprimir, publicar e correr. Palácio de Governo do Rio Grande do Norte, na cidade do Natal, 20 de setembro de 1856, trigésimo quinto da independência e do império. Antonio Bernardo de Passos.

domingo, 6 de abril de 2014

Alemanha coberta com areia do deserto africano.

ALEMANHA

Nuvem de areia do Saara encobre a Alemanha

Grande quantidade de poeira "amarelou" o nascer do sol em várias cidades alemãs. Fenômeno é comum na primavera e no verão, mas neste ano vem tendo duração e concentração maiores.
Uma nuvem carregada de areia do deserto do Saara encobriu a Alemanha. A maior concentração foi medida nesta sexta-feira (04/04), a quatro quilômetros de altitude nas regiões oeste e central do país, segundo o Serviço Meteorológico Alemão (DWD). A previsão é de que o fenômeno continue até domingo.
A areia do deserto pode ser percebida como uma névoa amarelada durante o nascer do sol. Durante o dia, a poeira é visível apenas como uma nebulosidade perto do solo, por exemplo, quando se observa uma montanha de longe. As partículas medem entre cinco e dez micrômetros.
Na estação meteorológica localizada em Hohenpeissenberg, na Baviera, meteorologistas mediram uma concentração próxima ao solo de cerca de 35 microgramas por metro cúbico.
"Essa quantidade é três vezes maior que a média anual da concentração de partículas inaláveis, mas para uma nuvem de poeira do Saara está no nível normal", afirma Harald Flentje, do DWD, à DW Brasil.
Areia viajante
Cerca de uma vez por mês, partículas de poeira do Saara viajam pela atmosfera e chegam à Alemanha, passando por Marrocos e França – mas em uma concentração bem menor que a atual. Esse fenômeno é típico na primavera e no verão. A nuvem é trazida com ar quente que vem do norte da África para a Alemanha.
"Desta vez, a duração que essa tempestade se manteve estável foi atípica, pois não houve uma forte dinâmica climática para que ela passasse mais rápido", explica Flentje.
Segundo o pesquisador, a poeira do Saara na atual concentração não representa riscos para a população. Por outro lado, quando combinada com outros fatores, pode contribuir para desencadear crises em quem sofre de asma ou problemas circulatórios.
Além da Alemanha, a nuvem de poeira paira atualmente sobre Bélgica, Luxemburgo, Holanda, o norte da França e o sul da Inglaterra.
Viagem mais longa
Uma tempestade de areia nas dunas do Saara traz consequências para todo o meio ambiente. Os ventos podem transportar até 100 milhões de partículas de poeira pelo ar – e isso ao longo de grandes distâncias, podendo chegar até a América do Sul, carregando nutrientes para a Floresta Amazônica.
Cerca de 1,5 bilhão de partículas de poeira mineral pairam na atmosfera terrestre, 60 % delas provenientes do Saara. As nuvens de poeira podem chegar a uma extensão de 500 mil quilômetros quadrados – uma área tão grande como a Espanha.
Segundo pesquisas feitas no Instituto de Pesquisa da Troposfera, em Leipzig, na Alemanha, a poeira também age como uma proteção: ela filtra a passagem de cerca de um quarto da luz solar. No deserto, ela impede o superaquecimento do solo.


DW.DE

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Racionamento de energia elétrica poderá ocorrer no Brasil. E já.

BRASIL

Fonte: dw.de

Brasil deveria iniciar racionamento desde já, defendem especialistas

Com níveis dos reservatórios historicamente baixos, analistas do setor afirmam que melhor opção seria uma redução voluntária de 5% no consumo de energia para evitar, no futuro, repetição do que ocorreu em 2002.

A usina hidrelétrica de Itaipú
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou nesta quarta-feira (02/04) que os reservatórios das hidrelétricas das regiões Sudeste e Centro-Oeste – responsáveis pela geração de 70% da energia consumida no país – estão com 36% da capacidade máxima. E admitiu que, se não chegarem a 43% no final de abril, o resto do ano será complicado.
A preocupação existe, e o governo parece não conseguir esconder. Em entrevista ao jornal americanoWall Street Journal no final de março, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, chegou a dizer que, caso as reservas das hidrelétricas não aumentassem nos próximos meses, o governo iria pedir à população que reduzisse o consumo de energia.
A declaração de Lobão logo foi desmentida pelo Planalto. Mas especialistas dizem que racionamento não é apenas uma possibilidade real, como também, se aplicada de forma gradual desde já, poderia evitar problemas mais sérios no final do ano – a exemplo do que aconteceu em 2002, quando o governo se viu forçado a decretar duras medidas para reduzir o consumo.
“Mesmo com o período de chuvas ao longo do mês de março, os reservatórios dessas regiões subiram somente 1,7%, num mês em que se esperava que o nível fosse aumentar muito mais”, diz Cláudio Sales, presidente do Instituto Acende Brasil, especializado no sistema elétrico brasileiro. “Dificilmente podemos esperar que a chuva seja tão forte e traga os reservatórios para o patamar de 43%”.
Racionamento gradativo
Por essa razão, especialistas ouvidos pela DW são unânimes em afirmar que o governo federal já deveria incentivar desde agora uma redução voluntária de pelo menos 5% de energia. Assim, consumidores residenciais e empresas não seriam atingidos de surpresa, no fim do ano, por um racionamento de 20% ou mais.
“O governo deveria se comunicar melhor com a sociedade para que ela tenha clareza e possa se mobilizar na direção da economia de energia”, diz Sales. “Isso é uma crítica que faço ao governo: ele continua tentando dar a entender que tem segurança absoluta com relação ao abastecimento, coisa que os números provam o contrário.”

Em 2002, governo se viu forçado a decretar duras medidas para reduzir consumo
Para Roberto Schäffer, professor de planejamento energético da Coppe/UFRJ, o Brasil está entrando numa zona perigosa. Segundo ele, a situação atual está exigindo que o governo federal acione as usinas térmicas em níveis mais elevados do que até agora, já que os reservatórios estão mais baixos do que historicamente estariam nesta época do ano.
“Neste momento, a chance de faltar energia no Brasil é maior do que nos anos anteriores. Parece pouco provável que exista um racionamento ou falta de energia antes ou durante a Copa do Mundo. O que me preocupa mais é o período após o Mundial”, afirma Schäffer. “Eventualmente o Brasil quer passar uma impressão internacional de que está tudo bem, mas depois do Mundial devem vir medidas mais duras.”
Termelétricas: custo elevado
Com os reservatórios das hidrelétricas baixos e o sistema elétrico operando no limite, o governo vem sendo forçado a usar com mais frequência as termelétricas, que costumam ser acionadas apenas sazonalmente e são mais caras e poluentes.
Atualmente, mais de 17.500 dos 21.670 megawatts disponíveis nas termelétricas estão em operação. De acordo com Ildo Luís Sauer, diretor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP), o custo da energia proveniente das usinas hidrelétricas e eólicas é de cerca de 100 reais por megawatt-hora (MWh). Já nas termelétricas, o valor ultrapassa os 800 reais por MWh.
“Isso gera um elevado custo para o país. São bilhões de reais sendo gastos em combustíveis, como óleo diesel e gás natural importado, num momento de estresse no mercado mundial”, diz Sauer. “Além disso, há o problema das emissões ambientais elevadas por causa da queima desses combustíveis. O alto custo esvazia recursos do Tesouro Nacional que deveriam ser destinados a outras prioridades”.
Como os custos extras estão ficando maiores, é provável que o Tesouro Nacional fique com a parcela mais elevada do uso da energia termelétrica e, assim, o repasse para o consumidor final seja menor. É possível, porém, que a parcela do uso das térmicas em 2013 – ao custo de cerca 9,5 bilhões de reais – e de 2014 – que deverá ultrapassar o valor do ano anterior – seja repassada aos usuários a partir de 2015.
“Se não chover o suficiente até agosto, toma-se a medida drástica de realizar o racionamento ou então tenta-se empurrar para depois das eleições presidenciais [em outubro]”, afirma Sauer. “O grande fiasco já foi concretizado, que é o mau planejamento e a má gestão do sistema.”

DW.DE

  • Data 02.04.2014
  • Autoria Fernando Caulyt
  • Edição Rafael Plaisant