segunda-feira, 30 de julho de 2012

Escrever no computador sem as mãos. Duvida?



  Cientista desenvolve sistema que permite desenhar e escrever com os olhos

Publicação: 30/07/2012 17:32 Atualização:
Fonte: Diario de Natal. 
Um cientista francês desenvolveu um sistema para escrever com fluidez e desenhar em uma tela de computador usando apenas o movimento dos olhos, um avanço que poderá "devolver a criatividade" a pessoas com deficiências severas.

"Trabalho principalmente com pacientes que sofrem de esclerose lateral amiotrófica" (ELA), explicou à AFP Jean Lorenceau, pesquisador do Centro de Pesquisas do Instituto do Cérebro e da Medula Espinhal, vinculado ao Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) francês.

"Para estes pacientes, com expectativa de vida limitada e que perdem o movimento dos membros e a capacidade de engolir, o que normalmente lhes resta é a motricidade ocular", ou seja, a mobilidade dos olhos, explicou o especialista em neurociência cognitiva, que trabalha no hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris.

O sistema desenvolvido, que por ora é apenas um protótipo não comercial, disponibiliza à pessoa uma página em branco, na forma da tela de um computador, sobre a qual pode escrever com fluidez, desenhar ou assinar com o movimento dos olhos.

Este sistema usa um aparelho já conhecido que grava os movimentos oculares através de uma câmera. Já existem dispositivos de escrita com os olhos que fazem uso deste tipo de dispositivo, mas só permitem que a pessoa selecione letras ou palavras sobre uma tela.

Os instrumentos existentes não dão "a liberdade de traçar as próprias linhas e, até agora, pensávamos que era impossível", explicou o CNRS em um comunicado.

O olho não consegue fazer movimentos suaves e regulares sobre um fundo estático. "Toda tentativa se traduz em uma sucessão de sacudidas irregulares", impróprias para reproduzir letras ou desenhos, segundo a entidade.

Ilusão de ótica

Para ajudar o olho a fazer movimentos suaves, Lorenceau usou um truque: a ilusão de ótica "reverse-phi", descoberta pelo americano Stuart Anstis em 1970.

Esta ilusão de ótica oferece "uma espécie de apoio móvel" aos olhos para ajudá-los a fazer movimentos regulares e não sacudidas.

São necessárias de duas a quatro sessões de treino de meia hora para controlar os movimentos do olho e traçar letras e figuras na tela.

É um instrumento "criativo que pode devolver a criatividade a pessoas" que a perderam, resumiu Lorenceau.

Além das evidentes possibilidades para as pessoas deficientes, este sistema tem outras aplicações profissionais (tenistas, pilotos ou bailarinos), em que a precisão do movimento dos olhos é importante.

"Mas ainda são especulações. Estamos no começo", disse o pesquisador, cujos trabalhos foram publicados na revista Current Biology.

A informática e a robótica empregada na ajuda de pessoas com mobilidade reduzida são cada vez mais sofisticadas. Uma experiência americana recente mostrou que pessoas tetraplégicas conseguiam manipular um robô com a força do pensamento, graças a um sistema de eletrodos implantado no cérebro.
 
Pernambuco.com

Nove tiros em torcedor. Acertaram duas.

Membro de torcida organizada do América é baleado em Candelária

Publicação: 30 de Julho de 2012 às 13:30
Tribuna do Norte.

Um jovem identificado como Diogo Cabral foi alvo de nove disparos de arma de fogo no início da tarde desta segunda-feira (30). Ele é membro de uma torcida organizada do América Futebol Clube e, segundo relatos de pessoas que passavam pelo local, um grupo que passava em um carro efetuou os tiros, sendo que somente dois atingiram o jovem. Ainda não há a confirmação sobre o estado de saúde da vítima, mas ele não corre risco de morte.

De acordo com informações da Polícia Militar, testemunhas relataram o incidente e as características são de clara tentativa de execução. Pelo menos dois homens em um Fiat Uno de cor prata abriram fogo contra o torcedor do América, na avenida Raimundo Chaves, próximo à Semurb. Ao todo, foram efetuados noves disparos e dois atingiram a vítima, sendo um na boca e outro em uma das pernas.

Antes mesmo da chegada da polícia, o Samu já levou a vítima ao pronto-socorro Clóvis Sarinho. Os policiais disseram que tudo leva a crer que as balas são de revólver calibre 38 e que mais de uma arma deve ter sido utilizada durante a ação dos criminosos. Viaturas continuam em diligência em busca dos homens que estavam no carro, mas ainda não foram dadas informações sobre suspeitos.

*Matéria atualizada às 18h para acréscimo de informações

--------
Observações: È possível que o nome da vítima esteja incorreto. Segundo um travesti ouvido pela reportagem da TV Bandeirantes-Natal, pode ter sido um ato oriundo de uma rixa "desses meninos". Não sabemos se a vítima é do time dos meninos "livres" ou um verdadeiro torcedor do América. A matéria da TV informou que o fato ocorreu na rua Militão Chaves, Candelária.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

27 / 07 / 2012
Mín: 22 °C / Máx: 29 °C


Dai-me paciência

Data: 25 julho 2012 - Hora: 18:05 - Por: Tulio Lemos
Dai-me paciência.  Uma expressão típica dos senhores de idade de minha época de menino, irritados com as bagunças que fazíamos na rua. Dai-me paciência. Era o que eles diziam, quando botávamos gatos para brigar em suas varandas que acabavam de ser lavadas e enceradas, ou jogávamos urina em suas janelas. Dai-me paciência. Era o que ouvíamos, enquanto corríamos, depois da colagem de fita adesiva na campainha da casa alheia.
Dai-me paciência. Peço a sei lá quem, depois de receber tantos e-mails bobos em minha caixa postal.  É solução para tudo no mundo. Da impotência sexual à insolvência financeira. Não cheguei a nenhum dos dois cúmulos do fracasso, mas é chato ao menos abrir as correspondências eletrônicas professorais.
Dai-me paciência com a hipocrisia. Ontem, durante o expediente, recebo outra carta virtual. É um texto sociológico propondo a extinção, pura e simples, por decreto, da Polícia Militar em todo o Brasil. O idiota que escreveu a asneira nem merece ser citado. É um desses teóricos que deveriam criar um marginal em seu quintal. Ou no hall.
Dai-me paciência.  O escriba que invoca Engels, entre outros gurus ultrapassados, acha que a PM deve acabar por sua violência extrema contra as classes menos favorecidas e que o país deve ser vigiado por uma polícia educativa e desarmada.
Dai-me poder. Eu escalarei o obtuso de tenente dessa tropa para subir o Morro da Chatuba, no Rio de Janeiro, onde traficantes mataram, somente no ano passado, nove policiais, um deles com 10 tiros de fuzil no rosto. Imagino a recepção que o revolucionário mereceria.
O texto cheio de citações(duvide de todo texto cheio de citações), é provocado pela ação desastrada de policiais militares que mataram um publicitário de 39 anos em São Paulo. O rapaz furou uma blitz e os policiais confundiram um celular com uma arma, matando-o com vários tiros.
Comoção nacional e justa. A polícia errou. Os PMs amadores estão atrás das grades. Nenhuma família perdoará um erro tático que custa uma vida. Comoção nacional. Ainda mais quando a vítima não morava numa favela nem num beco de encruzilhada de bairro pútrido. Família de classe média. Atrai mídia.
Ainda ontem, passando a vista pelo noticiário de internet, que certamente o estúpido criador do e-mail não leu, dou de cara com a manchete do Jornal O Dia, do Rio de Janeiro. A PM Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos, havia sido assassinada durante a madrugada enquanto lanchava em seu plantão na Unidade de Polícia Pacificadora(UPP), do Complexo do Alemão.
Fabiana estava comendo um sanduíche quando um bando de traficantes começou a disparar tiros de fuzil 7.62, arma tão letal que seu projétil atravessa 11 carros colados um no outro.
——-

Uma bala perfurou o colete e atingiu o peito de Fabiana, que morreu dentro do carro da UPP antes de chegar ao hospital. Ela tinha um ano e quatro meses de polícia e a mensagem de apoio que recebeu no facebook e reproduzida pela imprensa foi da irmã, com quem morava. Ninguém fará passeata por ela.
Dai-me paciência. Fabiana, a policial, virou estatística. O Bope, a tropa de elite da PM que admiro e daí sou chamado de “reacionário “com muito orgulho, subiu o morro e certamente caçará os assassinos da jovem soldado.
Então, o idiota do e-mail pedirá novamente o fim da Polícia Militar por ter matado pobres cristãos que acabaram de sair do confessionário e foram injustamente acusados de um crime. É cinismo demais.
Sou praticante de tiro esportivo(registrado e certificado legalmente) e tenho amigos também atiradores da polícia. Saio com eles para tomar cervejas algumas vezes e sinto os olhos de censura de conhecidos de classe alta quando nos veem nos bares.
Vez por outra,  telefone toca, de madrugada, e um dos indignados pela amizade que tenho com policiais, especialmente os caveiras do Bope, berra, grita e pede o telefone de um deles, pois o seu carro foi roubado. Dá vontade de mandar o mauricinho ligar para o ladrão.
O mosaico da vida é imperfeito. Há jornalista correto e indecente. Há médico solidário e boçal. Há sacerdote cristão e de cifrão. Há político correto e ruim. Há empresário lícito e desonesto. Há o bom, o mau e o feio do faroeste de Sérgio Leone em qualquer ramo da vida.
É cômodo falar mal da polícia. Entre polícia e bandido, sou polícia e não abro. Se o bandido estiver fardado, que a Justiça faça dele o que estiver na lei. Caso o missivista porta-voz de criminoso escutasse a família do jovem Popó Porcino , libertado na Praia de Pitangui, depois de 37 dias sequestrado, certamente não ouviria ofensas à polícia.
Foi o trabalho bem feito, articulado e inteligente o responsável pela prisão dos sequestradores(um morreu na invasão policial), animais que mantiveram em cativeiro um adolescente.
Menino que poderia ser, meu, seu e até filho do babaca autor do e-mail mais infame da história. Polícia é assim. De perto incomoda, de longe faz falta. Sobretudo à burguesia que gosta de um pozinho, uma maconha. Dai-me paciência.
Crônica de Rubens Lemos Filho, no Jornal de Hoje, ed. de 25.07.12, na sua coluna PASSE LIVRE.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Dois assaltos a dois médicos.

Dois médicos foram assaltados na tarde e noite de ontem, 24, em Candelária. O primeiro foi o dr. Anchieta, conceituado pediatra com consultório na avenida Prudente de Morais, em assalto realizado por homens armados que levaram o seu carro, na tarde de ontem. Os assaltantes eram jovens.Por volta das 19 horas, na rua Sete de Setembro, a médica Maria de Fátima Cortez Gomes, também pediatra, foi assaltada por um rapaz moreno e forte que estava armado com um revólver e mais dois comparsas, sendo um menor. Os ladrões teriam sido identificados horas depois por policiais da PM e o Celta prata de Maria de Fátima estaria no depósito da Deprov, na zona norte, segundo ela informou que obteve essa informação na Deprov de Nova Descoberta. A médica perdeu todos os documentos, celular e dinheiro, além do cartão bancário e as chaves da casa da rua em que mora. O assalto foi na garagem onde tinha acabado de estacionar, na rua Sete de Setembro. Os ladrões tentaram colocá-la no carro na marra, mas ela resistiu e se escondeu no quintal que estava escuro e sem luminária. O Celta não pegou na chave e os ladrões empurraram o carro para a rua e fugiram. Os dois assaltos foram registrados na DEPROV. Os nomes dos ladrões não foram revelados. Maria de Fátima, até às 18 horas de hoje, não recebeu nenhuma telefonema da polícia, mas policiais da delegacia de Candelária disseram que o carro dela estava na Zona Norte com uma perfuração de bala, no teto.
No dia 8 passado, no mesmo local, um psicólogo teve o seu carro arrombado, após estacionar na frente da casa da pediatra Maria deFátima, sua sogra. Os larápios levaram o equipamento de som. Segundo informações colhidas hoje, a rua São Clemente, virou um boca de lobo, tal o índice de roubos e furtos que ocorrem naquela artéria.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Desfeitos os boatos: Popó Porcino é libertado do cativeiro.

Aldair Dantas

Sequestradores revezavam cativeiro de Popó Porcino entre Parnamirim e Pitangui

Publicação: 24 de Julho de 2012 às 15:27

Os sequestradores de Popó Porcino faziam o revezamento do local do cativeiro do jovem para despistar a polícia. Durante a ação da Polícia Civil e serviço de inteligência da Sesed, nesta terça-feira (27), os dois locais que serviram para abrigar a quadrilha e o jovem por 37 dias foram descobertos, junto a armas e munição. 
O cativeiro de Pitangui ficava logo na entrada da praia. Uma pequena casa vermelha era onde ficava o jovem e também a maior parte dos sequestradores. No local, a polícia encontrou uma metralhadora e uma pistola, que foram usadas no momento em que os policiais chegaram para libertar o jovem. Lá, a polícia matou um dos membros do bando e prendeu outros dois homens e uma mulher.

Já a casa de Parnamirim ficava no distrito de Japecanga. Era outro ponto onde os sequestradores levavam o jovem. No local também foram encontradas roupas e documentos que comprovam a utilização do ponto como cativeiro. A ação dos policiais ocorreu de forma simultânea porque não havia a confirmação de onde o grupo e Popó Porcino estavam.

Durante a ação da polícia, dois homens e duas mulheres foram presos em Pitangui, enquanto outro criminoso foi morto durante o confronto. Popó Porcino já está com a família e não teve ferimentos.

Família de Popó Porcino emite nota agradecendo o apoio durante o sequestro

Publicação: 24 de Julho de 2012 às 17:18

Reprodução/InstagramFamília publica foto comemorando a volta de Popó Porcino para casaFamília publica foto comemorando a volta de Popó Porcino para casa

A família de Popó Porcino divulgou uma nota na tarde desta terça-feira (24) agradecendo o apoio que recebeu de amigos e anônimos nos dias em que o jovem estava em cativeiro. O texto é assinado pelos pais, Porcino Junior e Monalisa Sales, em nome de toda a família.

Popó Porcino foi libertado nesta terça-feira em Pitangui, em uma ação da polícia que resultou na prisão dos sequestradores. O jovem empresário tem 19 anos e estava desaparecido desde a madrugada do dia 17 de junho, quando foi levado pelos bandidos em Ceará-Mirim.

Leia na íntegra:

Foram 37 dias de muito sofrimento e tristeza para todos nós.  Cada dia se tornava mais longo que o outro, pela angústia da espera, além da incerteza de reencontrar o nosso querido Popó.

Durante todo esse tempo recebemos muitas manifestações dos amigos e de um grande número de pessoas, que nos trouxeram conforto e ânimo, nos momentos mais difíceis. Temos muito a agradecer, por tudo e a todos.

Agradecer, primeiramente, a Deus pelos ensinamentos e pelas bênçãos recebidas. A nossa fé foi testada e o aprendizado de todo esse sofrimento não foi em vão.

Agradecer a tantas pessoas generosos e de espírito fraterno que com o seu apoio aliviaram nossa dor, fortalecendo a esperança, sempre presente no meu coração de mãe.

Das manifestações recebidas, muitas vieram de pessoas que nem conhecemos, mas mesmo anônimas e distantes fisicamente, elas se transformaram em novos amigos, fazendo parte da grande rede de solidariedade, construída espontaneamente para nos ajudar.

Por tudo isso, nossa mais sincera gratidão aos amigos conhecidos e a todos aqueles que se fizeram amigos nas correntes de orações, na web, através das redes sociais, nos pequenos e grandes gestos e, até mesmo no silêncio, em respeito a nossa dor.

Para retribuir tanto carinho e generosidade, pedimos a Deus muitas bênçãos para todos que compartilharam conosco desta provação. Nosso eterno agradecimento, a cada um.

Porcino Junior e Monalisa Sales, em nome de toda a família de Popó.

 
 
Eliana Lima - Blog da Abelhinha.


24 de julho de 2012 às 17:46

Família de Porcino Segundo publica agradecimento

Publicado em 2012
Natal, em 24 de julho de 2012.
Foram 37 dias de muito sofrimento e tristeza para todos nós. Cada dia se tornava mais longo que o outro, pela angústia da espera, além da incerteza de reencontrar o nosso querido Popó. Durante todo esse tempo recebemos muitas manifestações dos amigos e de um grande número de pessoas, que nos trouxeram conforto e ânimo, nos momentos mais difíceis. Temos muito a agradecer, por tudo e a todos.
Agradecer, primeiramente, a Deus pelos ensinamentos e pelas bênçãos recebidas. A nossa fé foi testada e o aprendizado de todo esse sofrimento não foi em vão. Agradecer a tantas pessoas generosos e de espírito fraterno que com o seu apoio aliviaram nossa dor, fortalecendo a esperança, sempre presente no meu coração de mãe. Das manifestações recebidas, muitas vieram de pessoas que nem conhecemos, mas mesmo anônimas e distantes fisicamente, elas se transformaram em novos amigos, fazendo parte da grande rede de solidariedade, construída espontaneamente para nos ajudar.
Por tudo isso, nossa mais sincera gratidão aos amigos conhecidos e a todos aqueles que se fizeram amigos nas correntes de orações, na web, através das redes sociais, nos pequenos e grandes gestos e, até mesmo no silêncio, em respeito a nossa dor. Para retribuir tanto carinho e generosidade, pedimos a Deus muitas bênçãos para todos que compartilharam conosco desta provação. Nosso eterno agradecimento, a cada um
Porcino Junior e Monalisa Sales, em nome de toda a família de Popó.
Mais notícias no Twitter da Abelhinha


24 de julho de 2012 às 17:31

Os sequestradores de Porcino Segundo

Publicado em Polícia
Mais notícias no Twitter da Abelhinha


24 de julho de 2012 às 16:19

PMs prendem homens com armas em Areia Preta

Publicado em Polícia

Ação da PM – Foto-flagra: Zangãoflash
A polícia está com tudo e não está prosa, hoje (24), nas terras potiguares mais seguros.
Por trás da Igreja Nossa Senhora de Lourdes, na Travessa Aprígio Alves, em Areia Preta, capital dos magos-militares, policiais  interceptaram um carro suspeito e fizeram o baculejo.
Resultado: encontraram armas e drogas
Os ocupantes foram presos.

Primeiro, como mandam os procedimentos, todos no chão
Mais notícias no Twitter da Abelhinha

24 de julho de 2012 às 15:42
 Fonte: Tribuna do Norte.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Assalto na agência do Itaú de Candelária.

Homem é baleado após saidinha de banco

Publicação: 23 de Julho de 2012 às 14:55
Fonte: Tribuna do Norte

Leonardo Erys - repórter

Cinco bandidos realizaram, por volta das 14h30 desta segunda-feira (23), um assalto a um cliente na agência Itaú localizada na rua Raimundo Chaves, no bairro de Candelária, zona Sul de Natal. Na abordagem, os bandidos efetuaram dois disparos que atingiram o cliente. Ele foi atendido e não corre risco de morte.

De acordo com as informações fornecidas pelo sargento João Maria, oficial da Polícia Militar em serviço da zona Sul, trata-se de uma saidinha de banco. O cliente do banco chegou com um malote à agência e logo na entrada foi abordado por 5 bandidos, que chegaram em um veículo Fiat Idea Adventure, de cor verde.

Os bandidos anunciaram o assalto e desferiram 2 tiros em uma das pernas do cliente. Em seguida, os bandidos fugiram no veículo. O rapaz foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, onde foi medicado. Ele não corre risco de morte.

A Polícia Militar ainda não sabe informar qual o valor levado pelos bandidos, mas segue em diligência pela região para tentar capturar os bandidos e recuperar o malote.

*Matéria atualizada às 16h para acréscimo de informações

sábado, 21 de julho de 2012

Doutora Aramires: a potiguar doutora em paisagismo.


SONHO DA IMAGEM NO ALTO DA SERRINHA TOMA NOVOS RUMOS

Nesse Domingo (23) por volta das 11hs, o Vereador Washington Luiz, o Prefeito Municipal Fco. de Assis Silva, o Reverendissimo pároco deste município Padre Josino Raimundo, a Arquiteta Dra. Aramires França e seu esposo o Françês Jean Claude Maillard, estiveram  no alto da serrinha eles  fizeram o percurso da cidade ao pé da serra de carro, a pé pegaram a trilha, para visitar o ponto mais alto da serrinha, foi uma aventura e tanto pois começou a chover logo no inicio da trilha, o grupo demorou mais ou menos 40 minutos para conseguir chegar ao topo da serrinha, numa altura de aproximadamente 1.000mts, o motivo dessa aventura foi  mostrar o local a arquiteta Aramires França, para que autorizado pelo Prefeito a mesma irá fazer um Projeto para construção de uma escultura (Imagem de Santana), Projeto concluido o Prefeito irá visitar a Deputada Federal Fatima Bezerra, em busca de recursos para este importante projeto. Além do Prefeito, o Padre Josino fará a sua parte, o Vereador Washington Luiz, com o projeto pronto irá procurar o seu grupo politico e tambem procurar conseguir recursos junto ao Senador José Agripino, Deputado Federal Fabio Farias, como também a Governadora Rosalba Ciarline, precisamos mobilizar todos os nossos representantes de todos os partidos para juntos realizarmos este sonho, esse monumento construido teremos como formar um polo turistico para visitações, como por exemplo Santa Rita de Cassia em Santa Cruz, o Monte do Galo em Carnaúba dos Dantas, o Monte de nossa Senhora das Graças em Florãnea.
Os Sítios Arqueológicos e o Santuário de Sant'Ana em Santana do Matos, o Vulcão Adormecido Serra do Cabují no Município de Angicos, será uma rota turistica para atrairmos turistas do mundo inteiro.
"Vale apena sonhar pois a esperança é a ultima que morre, hoje foi dado o pontapé inicial de uma idéia que um dia poderá faser parte da história do nosso município. Para que esse sonho se torne realidade precisamos do empenho de todos nós Santanenses" disse o vereado em seu blog.

Padre Josino Raimundo, Prefeito Assis, Arquiteta Dra. Aramires França e seu esposo o Françês Jean Claude Maillard.
Vereador Washington Luiz, Arquiteta Dra. Aramires França, Padre Josino Raimundo, Prefeito Assis.
 Fotos: Washington Luiz



A potiguar Aramires França, natural de Santana do Matos, doutora em paisagismo, já está habilitada a exercer a  profissão de paisagista no mundo europeu. Formada em arquitetura pela UFRN, Aramires fez doutorado na Universidade Paris (Versailles) e especializou-se em paisagismo. Ela está no RN e amanhã retornará a Natal. Segundo informações, Aramires poderá se radicar na França. As fotos acima são de dezembro de 2010, quando Aramires visitou a área de sítios arqueológicos de Santana do Matos. a) Luiz Gonzaga Cortez.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

"Uma carta para Yasmine".

"Nunca se esquece um algoz"

Publicação: 18 de Julho de 2012 às 00:00
Tádzio França - repórter

"Hoje me deu uma vontade enorme de conversar com você. Contar coisas a meu modo. Simples. Lembranças que me dão uma sensação estranha". Assim começa a narrativa emocionada que Isolda Melo Lemos dedicou à filha, em 1995, para que esta lesse aos 18 anos. Um registro de lembranças sofridas, da época mais difícil de sua vida durante o exílio no Chile e a Ditadura Militar no Brasil. O livro "Do ventre da cordilheira: Uma carta para Yasmine" é um testemunho essencialmente pessoal, mas fala sobre um tempo que deve ser lembrado para nunca mais ser revivido. A segunda edição do livro será lançada na quinta-feira, às 19h, na Trattoria Bella Napoli, Tirol. 
Alex RégisIsolda Lemos revive, no livro Do Ventre Da Cordilheira, lembranças sofridas na Ditadura Militar entre o exílio no Chile, ao lado do marido Rubens Lemos, e a volta ao Brasil. Nova edição traz cartas e fotos cedidas por Sílvio Tendler.Isolda Lemos revive, no livro Do Ventre Da Cordilheira, lembranças sofridas na Ditadura Militar entre o exílio no Chile, ao lado do marido Rubens Lemos, e a volta ao Brasil. Nova edição traz cartas e fotos cedidas por Sílvio Tendler.

A nova edição vem acrescida de fotos - cedidas pelo fotógrafo Sílvio Tendler, que estava com Isolda e o marido Rubens Lemos no Chile - e três extensas cartas escritas à mulher por Rubens entre 1972 e 73. "São cartas de amor e de angústia. Escolhemos as mais significativas, mas nenhuma de cunho político. São palavras escritas no calor do momento", afirma Yasmine Lemos. Para Isolda, a reedição retoma o mesmo sentimento que a fez lançar o livro há 17 anos. "Eu queria desabafar. Uma boa parcela da juventude não sabia mais o que havia sido a ditadura e todo o sofrimento que a geração passada viveu", diz.

Reviver os "anos de chumbo" - mesmo que em recortes de memória, editados pela emoção - é uma experiência que sempre deixa Isolda Lemos emocionada. E não haveria como ser diferente. "Aprendi que a pior palavra do mundo é 'teje preso'. Nunca se esquece um algoz", diz. Ela conta que começou a escrever essas memórias em meados dos anos 80, de forma descompromissada, sem maiores pretensões. "Mostrei ao meu marido, e ele ficou impressionado. Depois mostrei a alguns amigos e intelectuais, como Agnelo Alves, e todos me estimularam a continuar. Eles viam como um relato histórico precioso", conta. O lançamento, em 95, foi um sucesso - com direito à presença da prefeita paulista Luíza Erundina.

Tempo que deve ser lembrado para não ser revivido

"Do ventre da cordilheira" relata a ida de Isolda para o exílio no Chile e a volta ao Brasil. Alguns momentos felizes entremeados de perseguições e violência. Em 1971 Isolda foi para o Chile, com filho de dois anos no colo, encontrar o marido que estava auto-exilado no país. Todos os territórios estavam minados. O Chile, sob o governo socialista de Salvador Allende, à sombra do futuro golpe  Augusto Pinochet. No Brasil, a ditadura com paranóia anticomunista e repressão.

Isolda confessa que não tinha interesse, e nem entendimento maior sobre a política da época. "Fui apenas para morar com meu marido, procurar uma vida melhor. Mas saiu tudo diferente do que eu imaginava", diz. Rubens Lemos, que trabalhava como professor, foi demitido à pedido das forças direitistas. Isolda conta que teve de vender as joias dadas pela avó para sobreviver. Já em 1972, estava grávida de Yasmine. Foi aconselhada pela família a voltar para o Brasil. O marido iria depois. O momento de embarque foi registrado por um policial: a foto mostra Isolda acenando, com Rubens filho nos braços e grávida de Yasmine. Ao lado dela está um agente policial disfarçado de comissário de bordo.

A volta ao Brasil foi o início de um pesadelo. Logo ao desembarcar no Galeão, Rio de Janeiro, foi conduzida com o filho a uma delegacia do Dops - Departamento de Ordem Política e Social. "Disseram que se houvesse algo comprometedor na minha bagagem, eu seria presa e meu filho conduzido a uma creche. Fiquei desesperada e pensei em pular com meu filho de uma janela do prédio", conta. Foi liberada, e após 15 dias resolveu voltar para Natal. No aeroporto foi submetida a mais constrangimentos pela polícia repressora. "Pediram pra tirar minhas digitais e ver meus documentos. O avião atrasou 20 minutos por minha causa. Os passageiros me olhavam com desconfiança", lembra.

Em 1973, Rubens Lemos volta a Natal para ver a filha recém-nascida. No entanto, ao ser convidado por um amigo para um jantar, ele e Isolda são presos e levados para uma colônia penal, a futura João Chaves. "Ficaram uma semana sem saber nós. A nossa família estava desesperada", diz ela. Na colônia a tortura foi basicamente psicológica. A apreensão de não saber o que aconteceria, e de não poder falar com a família. "Foi só através de almas caridosas e de conhecidos ocasionais que pudemos dar sinal de vida aos familiares. Houve solidariedade de muitas partes", ressalta.

Isolda e Rubens foram levados algemados à Polícia Federal. Ela foi liberada, mas ele, enviado à Recife para "averiguação". Foram três meses de degradação para o jornalista. Trinta dias só na solitária, e todos os tipos de tortura. "Meu marido voltou destruído. Não tinha mais dentes, magro, sem as unhas. Mas não se abateu. Pouco tempo depois, pediu emprego a Agnelo e Aluízio Alves", conta. Segundo Isolda, Rubens pôde trabalhar como jornalista, mas só escrevia sobre esportes e música popular brasileira. Nem pensar em assuntos políticos.

A partir daí as coisas foram se acalmando, mas sempre sob aquele estado de tensão e liberdade vigiada. Após o fim da ditadura, Rubens aderiu ao incipiente Partido dos Trabalhadores (PT), se tornando o primeiro candidato a governador pela sigla no Estado. Isolda conta que aos 40 anos, as sequelas psicológicas daquela época começaram a surgir. "Tinha sempre medo que alguém viesse me prender, e até hoje não consigo acompanhar um desfile de 07 de setembro", diz. Segundo ela, foi "penoso escrever essas memórias. Fazia rápido para terminar logo. Chorei muito", completa. Yasmine conta só leu leu o livro uma vez. "Não consigo ler de novo. É angustiante para mim", conclui.

Serviço: Do ventre da cordilheira: Uma carta para Yasmnine. Lançamento quinta, às 19h, na Bella Napoli, Tirol (Av. Hermes da Fonseca, 960).  
-----
Fonte: Tribuna do Norte.

Um comentário pessoal: Apesar de não ter participado da resistência armada ao regime militar, eu coloco a seguinte questão: por que não divulgam a participação do falecido deputadop Djalma Marinho, da Arena, nas negociações (ou conversações?) para a soltura de Rubens Lemos, pai de Rubinho? Não sei a data exata, mas eu nunca esqueci a cena na redação da Tribuna do Norte. Que cena? Eu estava lá, mas não lembro da data (provavelmente em 1975, pois Salvador Allende foi deposto em 11 de setembro de 1973, no golpe comandado pelo general Augusto Pinochet) quando chegou o então delegado da Polícia Federal no RN, Adalberto Nóbrega, paraibano, hoje procurador aposentado, e, após cumprimentar o colega Woden Madruga, que já o esperava, disse para Rubens Lemos: "Você agradeça tudo ao deputado Djalma Marinho. Foi ele o responsável por você estar aqui". Woden ouviu, eu ouvi, Rubens, descontraído, balançou a cabeça, concordando com o que ouviu, cumprimentou e agradeceu. Não foi uma conversa demorada, mas curta. Ouvi tudo porque eu estava no meio da sala, em frente, escrevendo uma matéria sobre praças para a editoria de Racine, como frilancer. O fato ocorreu pela manhã, num espaço quadrado, com divisórias nas laterais (não tinha porta), que permitia comunicação com as outras porque as divisórias eram de 1.50 m de altura.O dr. Adalberto Nóbrega era bem conceituado nos meios culturais e jurídicos de Natal Trabalhavam na redação da Tribuna do Norte, na época, Woden, Chico Macedo, Natanael Virginio, José Aécio, Racine Santos e João Gualberto de Aguiar.
Eu faço essas indagações porque as pessoas só falam em Dinarte Mariz e Dom Eugênio Sales como os  que intercederam em favor dos perseguidos pelo regime. Mas Djalma Marinho também intercedeu. Ele era tão forte que fez um filho delegado da Polícia Federal no RN. Não, não fez, ele era concursado, mas Rogério tornou-se Procurador do Estado do RN. Pois é, ficam dizendo que Djalma Marinho, que foi defensor de comunistas presos em 1935, só gostava da boemia e do baralho, mas omitem que ele foi uma grande figura da política potiguar. Rubens Lemos foi do PCBR e Djalma Marinho, da ARENA, anticomunista, mas defensor dos direitos humanos. Não sei quem pediu ao deputado para interceder em favor de Rubens, que estava preso numa base militar (segundo os rumores da época). Talvez Valério e Hebe Marinho saibam.
Luiz G. Cortez, jornalista e pesquisador.

Será que Natal virou a Chicago brasileira? Reportagem da Tribuna do Norte é uma prova da incapacidade do sistema de segurança pública.

Homicídios de jovens crescem 837,5%

Publicação: 19 de Julho de 2012 às 00:00
Marco Carvalho - repórter

Natal é a capital de Estado que registrou o maior crescimento percentual de homicídios praticados contra crianças e adolescentes no intervalo entre os anos de 2000 e 2010. A variação nesse período é  de 837,5% e supera todas as outras capitais dos estados brasileiros.

"O Brasil está conseguindo atingir as Metas do Milênio pela rápida redução nas últimas décadas de suas taxas de mortalidade infantil (crianças menores de um ano) e na infância (crianças menores de cinco anos) pelas diversas ações no campo da saúde, da sanidade pública e de acesso a outros benefícios sociais. Mas o mesmo não acontece na área dos homicídios, que marcadamente avança na contramão dessas tendências". A análise pertence ao estudo "Mapa da Violência 2012 - Crianças e Adolescentes do Brasil" divulgado ontem. Natal é o exemplo mais concreto do avanço citado: é a capital do país  que registrou o maior aumento da taxa de homicídios entre 2000 e 2010.

Crianças fora da escola e com famílias desestruturadas ajudam a formar o cenário de violência crescente visto no Rio Grande do Norte. Essa é a visão do promotor de Justiça e Coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância e Juventude (Caop), Leonardo Nagashima. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE durante a tarde de ontem, o promotor ressaltou que a reinclusão familiar e projetos voltados para criação de vagas e permanência de crianças no ambiente escolar ajudariam a reduzir a quantidade de violência mostrada pelo estudo da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) no Brasil.

Para Nagashima, a divulgação dos resultados da pesquisa é importante para a articulação dos órgãos responsáveis pela estruturação e cobrança de políticas públicas para o setor. "É um dado oficial que irá fortalecer a atuação do Ministério Público, cobrando do Executivo a formulação de políticas públicas", disse. Ele informou que o MP tem se estruturado, através da ampliação do número de promotores, para fortalecer a atuação. Hoje, cinco promotorias funcionam em Natal e outras duas em Mossoró.

Dentre os expedientes necessários para alteração da realidade violenta está a reivindicação de fortalecimento das unidades policiais. "É preciso que se identifique os autores de crimes praticados contra menores. O que muitas vezes não ocorre", afirmou Nagashima.


Bate-papo

Marcos Dionísio, Con. Est. de Direitos Humanos

Qual a interpretação que o senhor faz da pesquisa apresentada sobre a quantidade de homicídios contra crianças e adolescentes?

Percebo que as pessoas estão indiferentes aos números, que confirmam um cenário de guerra civil. A leitura que se faz é, muitas vezes, preconceituosa e cômoda. Muitos têm a visão de que o assassinato de jovens envolvidos minimamente com a criminalidade é uma forma de higienização. A sociedade está chancelando a pena de morte. A população precisa voltar a se indignar com esses fatos.
Como alterar essa situação de violência?

Percebo que existe hoje um sentimento de egoísmo por parte dos adultos, que impossibilitam que as crianças gozem da infância como eles gozaram. A geração que está no poder tem sido pouco generosa e acabam por negar à criança a vivência que eles tiveram. As crianças estão sendo tratadas a bala no Brasil.
Qual a relação das drogas com a violência percebida?

Não se pode reduzir todos os problemas ao crack. O crack é um grande problema sim, mas fazer isso é ter uma visão simplista das coisas. Temos uma baixa capacidade de esclarecimento de crimes e temos que discutir a segurança e as políticas públicas que queremos. A presença da polícia tem um papel limitado. Uma das atuações mais eficazes que percebo aqui em Natal, ocorre em Felipe Camarão, através da "Conexão Felipe Camarão", uma intervenção da sociedade civil em um espaço que o Estado ainda é ausente.

Natal lidera aumento de assassinatos de jovens

Dentre as capitais das unidades federativas do país, Natal é a que registrou o maior crescimento percentual de homicídios praticados contra crianças e adolescentes no intervalo entre os anos de 2000 e 2010. De oito casos registrados em 2000, passou-se a 75 mortes/ano uma década depois. A variação representa um aumento de 837,5% e supera todas as outras capitais dos estados brasileiros. O avanço desse tipo de criminalidade fez com que Natal deixasse a penúltima posição para ser a décima colocada em um ranking comparativo com as outras capitais. Quando se leva em consideração a taxa de homicídios contra crianças e adolescentes por 100 mil habitantes, o aumento é ainda mais significativo: 967,9% em 10 anos.

As análises pertencem ao estudo "Mapa da Violência 2012 - Crianças e Adolescentes do Brasil", desenvolvido pelo pesquisador Julio Jacobo Waiselfisz, coordenador de estudos sobre a violência da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) no Brasil. O homicídio, de incidência relativamente limitada na década de 1980 no país, virou o principal causador de mortalidade entre crianças e adolescentes alcançando a taxa de 13,8 óbitos para cada grupo de 100 mil habitantes. Há 30 anos, a taxa era de 3,1.

Em 2010, foram 8.686 crianças assassinadas no país, ou seja, 24 a cada dia daquele ano. Uma das características, classificada como "históricas" pelo estudo, dessa violência homicida, é a elevada vitimização masculina: os homicídios de crianças e adolescentes do sexo feminino representam em torno de 10% do total das vítimas nessa faixa. E não há perspectiva de que haja alteração a curto prazo desse cenário.

ATUAIS

A base de dados da pesquisa tem encerramento no ano de 2010. No entanto, números alcançados pela reportagem da TRIBUNA DO NORTE mostram que em 2011 e até agora em 2012, a realidade não se alterou na capital potiguar. Durante o ano passado, 86 homicídios tiveram menores como vítimas. Até a primeira quinzena de junho de 2012, foram registrados 36 casos.

Além do avanço notável da capital, o estado do Rio Grande do Norte também ganhou posições no ranking dos estados em que mais se assassina jovens até 19 anos. A taxa de homicídios do RN aumentou de 2,6 por 100 mil habitantes para 12,7, passando da 26º posição para a 13º posição em comparação com as demais unidades federativas do país entre os anos de 2000 e 2010.

PANDEMIA

A pesquisa classifica os números como "pandemia social". "Se o assassinato de qualquer criança ou adolescente já é inadmissível, que qualificativo merecem muitas de nossas taxas, que superam de longe os níveis epidêmicos para alcançar dimensão de verdadeira pandemia social". Para isso, a metodologia da pesquisa compara com outros países o índice encontrado no Brasil.  "Sua taxa de 13 homicídios para cada 100 mil crianças e adolescentes a leva a ocupar uma 4ª posição entre 92 países do mundo analisados, com índices entre 50 e 150 vezes superiores aos de países como Inglaterra, Portugal, Espanha, Irlanda, Itália, Egito, etc. cujas taxas mal chegam a 0,2 homicídios em 100 mil crianças e adolescentes".

O Mapa da Violência ressalta que a sociedade em geral tem sido tolerante e tem aceitado o alto nível de violência contra crianças e adolescentes. "Preocupa mais ainda a tolerância e aceitação tanto da opinião pública quanto das instituições precisamente encarregadas de enfrentar esse flagelo. O Brasil convive, tragicamente, com uma espécie de 'epidemia de indiferença', quase cumplicidade de grande parcela da sociedade, com uma situação que deveria estar sendo tratada como uma verdadeira calamidade social".

O documento afirma que "uma determinada dose de violência, que varia de acordo com a época, o grupo social e o local, torna-se aceito e até necessário, inclusive por aquelas pessoas e instituições que teriam a obrigação e responsabilidade de protegê-los".

ESTUDO

A Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO) é um organismo internacional, inter-governamental, autônomo, fundado em 1957, pelos Estados latino-americanos, a partir de uma proposta da UNESCO. As fontes utilizadas para a realização do estudo foram: o Sistema de Informações de Mortalidade - SIM, com dados de 1980 até 2010 e o Sistema de Informação de Agravos de Notificação - Sinan, com dados do ano 2011, ambas as fontes do Ministério da Saúde, além do Sistema de Informações Estatísticas da Organização Mundial da Saúde - Whosis para as análises internacionais.

Mapa da Violência 2012 mostra taxa de homicídios nas capitais brasileiras

Foto: Arte/Tribuna do Norte

Mapa da Violência 2012 mostra taxa de homicídios nas capitais brasileiras


segunda-feira, 16 de julho de 2012

Robertinho do Acordeon diz que tem gente se aproveitando do centenário de Luiz Gonzaga.

domingo, 15 de julho de 2012

Quer vender pelo Facebook?


Mídias sociais é o assunto do momento, todo mundo tem um Facebook, Twitter, Instagran e por aí vai... Porém, como qualquer ferramenta de comunicação como o arcaico fax, e-mail, MSN, essas novas mídias podem ser utilizadas para ampliar um negócio e o marketing pessoal do usuário.

Para entender melhor e “aprender” a usar corretamente essa comunicação espontânea e instantânea, existem técnicas, análises de dados e uma etiqueta 2.0 de comportamento nas redes. Esse é o tema do curso “Marketing em Mídias Socias” que será ministrado pelo Gestor de Mídias Sociais Alexandre Rocha no dia 21 de julho no Espaço Nutre.

“A ideia é realmente ensinar as pessoas a tirarem maior proveito dessas ferramentas para poderem tirar melhor proveito delas, desde a criação, dicas de utilização, até a apresentação de ferramentas analíticas mais sofisticadas”, explica Alexandre.

Serviço:
Data: 21 de julho de 2012
Local: NUTRE – Núcleo de Treinamento e Ensino
Endereço: Av. Senador Salgado Filho, 2021 – Lagoa Nova
Horário: 8h às 18h
Inscrições: na sede do NUTRE ou pelo site  www.nutrebrasil.com.br   

Bponto Comunicação

sábado, 14 de julho de 2012

Viciada em Coca-Cola é internada.

Fonte: O Globo.com
   Rio, 14 de julho de 2012
Enviado por Fernando Moreira -
11.07.2012
|
08h39m

Viciada em Coca-Cola é internada em hospital: 'Ou para ou morre'


Zoe Cross ficou viciada em Coca-Cola. Todo dia, a jovem de 18 anos consumia o equivalente a 24 latinhas (8,4 litros!!!) do refrigerante. Resultado: por causa do vício, ela ficou debilitada, o que acabou agravando uma infecção. E Zoe foi parar em hospital de Milnrow (Inglaterra).

Internada, ela foi seriamente alertada: "Ou para ou morre".

"Os médicos disseram que o meu corpo não poderia aguentar a grande quantidade de cafeína e açúcar e me advertiram que o meu fígado poderia parar se eu não abandonasse o vício", contou a jovem em reportagem do "Sun".

O vício começou quando Zoe conseguiu um emprego na rede Subway, que permite que os funcionários bebam refrigerante à vontade.

Após ser liberada pelo hospital, a inglesa diminuiu drasticamente o consumo: "apenas" dois litros por dia.

Não adiantou muito. Zoe passou mal e foi levada novamente a um hospital. Ela agora luta para largar o vício de vez.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Previsão da Emparn é de mais chuvas em Natal

Publicação: 13 de Julho de 2012 às 07:32

As chuvas que caem em Natal desde a tarde desta quinta-feira (12) devem perdurar. De acordo com a Emparn, as precipitações se devem à "chegada de uma instabilidade de origem oceânica". Isso deverá manter o céu com predominância de  parcialmente nublado com pancadas de chuvas nas regiões Leste e Agreste do Estado.

Para Natal, nesta sexta (13), a umidade do ar deverá ser de 84%. A temperatura varia entre a mínima de 22ºC e a máxima de 27,5ºC.


As chuvas, que se intensificaram no começo da manhã, já trazem consequências no trânsito. Há congestionamento nas principais vias da cidade - o que é agravado pelos buracos.

As polícias de trânsito recomendam atenção redobrada dos motoristas e lembram que os farois dos veículos devem permanecer acesos.
Fonte: Tribuna do Norte.
Nota.
Candelária, até agora, não sofreu nenhum acidente por causa das chuvas.O bairro está situado numa das áreas mais elevadas de Natal. A Emparn ainda não divulgou o índice pluviométrico na capital e o litoral do RN.

Veja o jornal do bairro vizinho.

Jornal A Esperança em sua versão online

Foto matéria – clique para acessar página


Acesso facilitado no país ao medicamento tamiflu contra a gripe

MS facilita o acesso ao medicamento oseltamivir. O tratamento com tamiflu é oferecido gratuitamente na rede pública de saúde. Há estoque suficiente para atender toda a população
O Ministério da Saúde retirou o medicamento oseltamivir – de nome comercial tamiflu – da “lista de substâncias sujeitas a controle especial”. A partir de agora, o remédio, que é usado no tratamento da gripe, passa a ser comercializado nas farmácias de todo o país como os demais medicamentos com receita médica simples, sem a necessidade de controle especial em duas vias (original e cópia).
A determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa),  publicada no Diário Oficial da União, visa facilitar o acesso da população ao medicamento. O antiviral já é oferecido no Sistema Único de Saúde (SUS), gratuitamente, às pessoas que necessitam. Para retirar o antiviral, no entanto, o paciente deve apresentar prescrição médica, emitida tanto por profissionais da rede pública, como da rede privada. [Saiba mais > portal MS]
Nenhum comentário: