segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Obituário atualizado.

Figuras folclóricas de Candelária, simpáticas ou não, sociais, arredios, conversadores, taciturnos, papudinhos, boêmios, etc., deixaram o nosso universo e partiram, por motivos-doenças diversas, o que não nos cabe comentar. Mas chegou o dia deles, assim como chegará o nosso também. Quem duvida? Bom, infelizmente, registramos os falecimentos de "Pé de Chumbo", Vicente Rodrigues de Souza, taifeiro da Aeronáutica, pioneiro no comércio de frutas e verduras, nos anos 70, na avenida Prudente de Morais; de "Asilo" ou "Wilson Garimpeiro", que morou na rua Juarez Távora, homem prestativo quando ainda gozava de saúde, mas foi dominada pelo álcool e faleceu em sua casa, em aparente estado de extrema pobreza. Por último, do advogado Manoel Teixeira, filho de sr. Aprígio Teixiera, de Montanhas/RN, vítima de infarto. Manoel era filho único do agiota Aprígio Piu Piu e residiu na Cidade Alta durante infância e adolescência. Conheci-o nessa época - anos 60/70, era o mais jovem da turma da r. Felipe Camarão. No hospital de Parnamirim, faleceu no dia 29.11.10, vítima de diverticulite aguda, a mesma doença que matou Tancredo Neves,segundo informações de Sid, o dono de um bar em Candelária, onde ele baixou muitas vêzes.
O último foi sr. Jovino, aposentado da Marinha, 82 anos, casado, figura conhecida por ser católico e bom orador em velórios e sepultamentos até uns 10 anos atrás. Gostava de caminhar no entorno da Av. Prudente de Morais e ruas do entorno, além do terreno da Caern, atrás do famigerado presídio provisório. Gostava de tomar umas no bar de Niel,mas já tinha deixado o vício quando faleceu na 1ª quinzena de fevereiro/2011.
As nossas condolências para todos os familiares enlutados.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O presidente da CAERN, Sérgio Pinheiro, foi prestigiar a confraternização dos servidores aposentados da companhia, no inicio da tarde de ontem, 16, no clube de Potilândia. O engenheiro Sérgio desejou um bom Natal para todos e que vai continuar amigos de todos, como sempre se portou, ocupando ou não cargos de relevâncias. Ele não sabe o nome do seu sucessor. Na foto, da direita para a esquerda, Sebastião, Bonifácio, José Williams de França, presidente da Associação dos Aposentados da CAERN, José Walder da Silva, Sérgio Pinheiro, Jeová Pereira Alves (camisa branca e vermelha, as cores do seu time preferido, o América. Jeová residiu 3 décadas em Candelária.


Williams também desejou boas festas e feliz ano novo para os funcionários da Caern. Engenheiro civil, William concluirá em 2011 o segundo mandato. È aposentado da Caern e com larga folha de serviços prestados à companhia. Representação do Instituto dos Advogados da Paraíba, ciceronada por Heriberto Escolástico Bezerra, compareceu à feijoada, assim como o advogado Gileno Guanabra e esposa, vereador George Câmara, Meri Medeiros, Pedro Ricardo, da Confederação dos Trabalhadores na Indústria. Foto de Gonzaga Cortez.

Os veteranos do café dos caminhadores papa-léguas de Candelária: Fonseca, Ismar, Ivanildo Azevedo-Roupa Feita, Hortêncio Nóbrega, dr. Raimundo (de costas fazendo propaganda da "Mobilus") e diversas pessoas que não pude identificar, na manhã de 17.12.10. Sobrou muita comida. Observem como o piso está limpinho, graças às chuvas da madrugada toda de hoje. Muitas conversas no pedaço. A sugestão é que no próximo se contrate o aluguel de uma tenda para ser usada numa eventualidade de mudança climática. Foto de Luiz Cortez.

No grupo de veteranos, está faltando o galego Anilton de Souza, residente em Fernando Pedroza/RN. Ontem, Anilton mandou lembranças para o major Hortêncio, Roupa Feita, Fonsequinha e o arquiteto Ismar. Pronto, Anilton, atendi seu apelo. a) Gonzaga Cortez.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Esta é rua Padre Diogo Feijó, próxima da praça Manhã Parnasiana, em Candelária. Ela liga a praça à avenida Prudente de Morais. Por causa da precariedade da sinalização, muitos carros trafegam na contra-mão, isto é, sentido praça à Prudente de Morais. E rota de fuga dos ladrões. Um perigo diuturno. A SEMOB deve recuperar e/ou colocar placas novas. Foto de Luiz Cortez.

A rua Pe. Feijó é cortado pelas ruas Carlos Gomes, Princesa Leopoldina e Raposo Câmara, todas bastante transitadas por carros, ônibus, camionetas, caminhões, motocicletas e bicicletas. A foto mostra parte da área chamada "Triângulo das Bermudas": os bares São Tomé, da Tesoura, de Chico e de Neco. O apelido é originado da fama da região, mas hoje é diferente e tranquila.

domingo, 12 de dezembro de 2010

O sorriso e Larigaudie.

E agora é sorrir.

Luiz Gonzaga Cortez.


 

Para quem vive numa sociedade desumana, injusta, consumista e materialista, como a subdesenvolvida brasileira, nos seus aspectos morais, espirituais, culturais e sociais, vale a pena ler e conhecer as idéias de Guy de Larigaudie (18.01.1908 – 11.04.1940), autor de "Estrela de Alto Mar", um católico escoteiro francês, precocemente falecido na II Guerra Mundial. Queria ser frade franciscano, após uma experiência em reide automobilístico de Paris a Saigon, no Vietnã, Índia e Birmânia, numa "extraordinária odisséia de julho de 1937 a junho de 1938, durante o qual seu sorriso, seu famoso sorriso jovem e puro, acaba derrubando os mais incríveis obstáculos", segundo Frei Pedro Secondi, autor do prefácio do livro publicado no Brasil, pela editora AGIR.

Bom, caríssimos, decidi transcrever trechos de "Estrela do Mar" com o objetivo de levar a mensagem de Larigaudie a todos os que desejam ficar alegres, descontraídos e felizes diante das conturbações e violências do mundo de hoje, além das alterações comportamentais e de respeito e solidariedade humana. Hoje, quando se banaliza a vida humana, o egoísmo avança e quando um dos mais antigos comportamentos humanos – o cumprimento, o bom dia, o boa tarde, etc., está em desuso para uma parcela da população, concluí ser necessário fazer essa divulgação.

"Existe um meio excelente de criar em si mesmo uma alma amiga: o sorriso.

Não o sorriso irônico e zombeteiro, o sorriso de esguelha que julga e rebaixa. Mas o sorriso rasgado, claro, o sorriso escoteiro, quase uma risada.

Saber sorrir: que força! Força de apaziguamento, de doçura, de calma, força de irradiação...

Um sujeito solta uma piada à tua passagem... estás apressado... passas... porém sorri, sorri amplamente. Se teu sorriso é franco, alegre, o sujeito sorrirá também... e o incidente se encerrará em paz... Experimenta.

Pretendes fazer a um camarada uma crítica que imaginas necessária, dar-lhe um conselho que julgas útil. Crítica, conselho, coisas duras de aceitar...

Sorri, pois; compensa a dureza das palavras com a afeição do olhar, com o riso dos lábios, com toda a tua fisionomia alegre.

E tua crítica, teu conselho, surtirão melhor efeito... porque não irão ferir.

Há momentos em que, diante de certas aflições, faltam-nos as palavras, não encontramos as expressões de consolo. Sorri então de todo o teu coração, com toda a tua alma compadecida. Sofreste um dia e o sorriso mudo de um amigo te reconfortou. Impossível que não tenhas feito esta experiência. Age do mesmo modo para com os outros.

"Cristo", dizia Jacques d'Arnoux, "quando teu madeiro sagrado me prostrar e despedaçar, dá-me, apesar disso, a força de fazer a caridade do sorriso".

Porque o sorriso é uma caridade.

Sorri ao pobre a quem acabas de dar dois tostões... à senhora a quem cedeste o lugar... ao cavalheiro que pede desculpas porque, ao passar, te pisou no pé.

Às vezes é difícil encontrar a palavra exata, a atitude verdadeira, o gesto apropriado. Mas sorrir? É tão fácil... e com isso se consegue tanta coisa!

Por que não usar e abusar desse meio tão simples?

O sorriso é um reflexo da alegria. É a sua fonte. E onde reina a alegria—quero referir-me à alegria verdadeira, profunda e pura --- também aí se acha aquela "alma amiga" de que tão bem falava Schaeffer.

Caminhantes, sejamos portadores de sorrisos, e com isso semeadores de alegria". (*)

  • Estrela de alto mar, Guy Larigaudie, páginas 27, 28 e 29, 8ª edição, 1964, Livraria AGIR Editora, Rio de Janeiro. Prefácio de Frei Pedro Secondi, O.P., tradução de Teresa Araújo Pena.
  • Observação: este livro eu achei há uns seis anos no meio de um monte de livros de colégio católico do bairro do Tirol, extirpados da biblioteca e jogados no chão para serem destinados a coleta do lixo. Foram salvos porque um empregado do instituto me informou e fui buscá-lo, transportando-os no meu carro para a minha casa, depois de ouvir um gracejo de um rapaz que perguntou "vai montar um sebo, amigo?".


     


 


 

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Buracos em Candelária

A CAERN fez alguns reparos nas ruas de Candelária que estão ficando esburacadas pela intensidade do tráfego de veículos pesados e leves, além ônibus e carretas transportando materiais de construções e carros novos vindos de outros Estados. O tráfego nas marginais da Br.101 está perigoso, principalmente nos finais de tarde quando chegam as carretas ("cegonhas") que estacionam nas proximidades do Posto Planalto, na rua Ataulfo Alves e na avenida da Integração. A qualquer momento pode acontecer um grave acidente porque as manobras dos veículos são desordenadas, não há fiscalização nem aplicação de multas aos motoristas afoitos e descuidados com as normas de segurança. Quem viver, verá.
Outros buracos estão surgindo e provocando danos na rede de abastecimento ´d'água da Caern, como é o caso do cano estourado há mais de um mês na rua Bento Gonçalves, defronte ao imóvel de nº 1932, perto da esquina com a rua Raposo Câmara. O empoçamento fica em frente da praça dos taxistas. O fato foi comunicado na manhã de hoje à central de atendimento da Caern: 08000-84-0195.
Casos dessa natureza podem ser levados ao conhecimento da Caern e a comunidade agradece.

Natal em Candelária.

Será às 20 horas do dia 24, sexta-feira, a solene missa de Natal, na paróquia Nossa Senhora de Candelária, que será celebrada pelo paróco padre Júlio Cesar Cavalcante. A Missa de Natal em Candelária é tradicional desde a criação da paróquia em meados da década de 1970, com padre Antonio Vilela Dantas, de saudosa memória.
Os contatos com a paróquia podem ser feitos pelos telefones 3615-2851/3615-2852 - Tuiter: twitter.com/pnscandelaria. Sítio: http://www.paroquiadecandelaria.com.br/.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Aniversário de Cesar (5).

César Cabral (de óculos) preferiu aniversariar no Bar de Neco por dois motivos: o serviço perfeito do bar (os copos são lavados a vapor na moderna pia) e a garantia das presenças do "brigadeiro do ar" Cunha ( gordo, ao centro) e do "capitão do mato de Passa e Fica/RN, Neco, que arrepiou os cabelos quando viu a multidão de mais de 150 pessoas no seu bar, situado no chamado "Triângulo das Bermudas" de Candelária. Cunha é o bebedor mais mão aberta do bairro. Veja a mão fechada de Neco - ele está dizendo que Cunha "é assim!..... Deu para entender?
Posted by Picasa

Aniversário de César (4)

Carlinhos Paraíba, grande figura de Candelária, o que está sentado, foi prestigiar a feijoada que César patrocinou na festa do seu aniversário. Aliás, feijoada foi um dos vários pratos servidos pelos garçons contratados pelo Bar de Neco para atender a dezenas de mesas colocadas em todo o seu espaço físico. O mais fraco tira-gosto foi lagosta ao termidor. Também teve barbatanas de tubarão.
Posted by Picasa

Aniversário de Cesar (3)

Cesár só gosta ficar perto de meninas bonitas. Olhaí ele com os primos e primas que adiaram uma turnê pela Europa Oriental, Turquia e ilhas Gregas para prestigiarem o seu aniversário no "le grand" BAR DE NECO, em Candelária, no dia 21 de novembro de 2010. As meninas sugeriram a César que a próxima festa seja realizada no Centro de Convenções de Natral, na Via Costeira.
Posted by Picasa

Aniversário de César Cabral (2)

Um flagrante parcial do aniversário de César Cabral, no Bar de Neco. Foto parcial porque o grupão de amigos de César foi fotografado por partes. Ao lado de César, está Janilson, craque do América de Natal, nos anos 70. O 2º à esquerda, é "Mimi", de camiseta, petroleiro aposentado que veio para Natal, fugindo do calor de Mossoró, mas foi pior: está no estaleiro com bursite. Natal está a mil vapores por segundo mais quente do que Mossoró. È o que estão dizendo. E mais: dizem que metade da população de Natal vai para as praias de janeiro, antes que a cidade "pegue fogo" . O garçon Beto (no fundo) está dizendo que vai voltar para Passa e Fica por causa do calor.
Posted by Picasa

Aniversário de César Cabral (1).

O comerciante autonômo César Cabral, habituê do Bar de Neco, em Candelária, reuniu uma multidão de amigos no dia 21 de novembro, um domingo, para comemorar o seu aniversário. Na foto, ele e a sua querida mãe. Fotos: João Maria Barbosa, com escritório em Candelária e equipamento de ponta. Faz fotos aéreas, casamentos, batisados, etc. Fone 8733.0499.
Posted by Picasa

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Trecho sem sinalização gera multas.

As autoridades do DNIT devem tomar providências para sinalizar uma das vias marginais da BR 101-Sul, em Natal, tendo em vista que a PRF já multou motoristas que estacionaram ou pararam seus veículos na pista de rolamento que não tem acostamento, mas calçadas para pedestres. A foto mostra a 3ª via de tráfego do anel do Viaduto para Ponta Negra. O interessante é a àrea tem um trecho destinado as paradas de ônibus para embarques e desembarques. Com a palavra o DNIT (ou a Semob?).
Posted by Picasa